Teatro com os bebês: espaço de enunciações, afigurações e brincadeiras

Main Article Content

Luiz Pereira
https://orcid.org/
Jader Janer Moreira Lopes

Resumo

Resumo: Este artigo contribui para algumas reflexões do campo de Estudos da Infância, em consonância com a metodologia de pesquisa com bebês a partir da oferta de uma atividade estética que nomeamos Teatro Com Bebês. As enunciações dos bebês na relação com a oferta de um teatro, sim, teatro! Usamos várias referências conceituais presentes no teatro infantil e adulto para elaboração da atividade, cenário, figurino, adereços e proposta de narrativa.  O diferencial do trabalho proposto é a aposta que a plateia e os atores são os mesmos, ou seja, o que nos interessou foram a teatralidade do humano e as enunciações surgidas durante a oferta da atividade. Sinalizamos a importância da organização de um meio socialmente produzido, gerador de vivências, situações estéticas, brincantes e constituidoras de novidades. É a possibilidade da reinvenção do teatro a partir dos bebês e com eles.
Palavras-chave: Pesquisa com bebês. Teatro com bebês. Estudos da Infância.
 

Metrics

Carregando Métricas ...

Article Details

Como Citar
PEREIRA, L.; LOPES, J. J. M. Teatro com os bebês: espaço de enunciações, afigurações e brincadeiras. Olhar de Professor, v. 24, p. 1-24, 26 mar. 2021.
Seção
Práticas artísticas contemporâneas, crianças e docência: experiências estéticas
Biografia do Autor

Luiz Pereira, Faculdade de Educação Tecnológica do Estado Rio de Janeiro - Três Rios

Doutor em Educação pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Professor substituto do ensino superior da Fundação de Apoio à Escola Técnica em Três Rios-RJ.

Jader Janer Moreira Lopes, Universidade Federal de Juiz de Fora

Doutor em Educação pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Mestre em educação e Graduado em Geografia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). É professor do programa de pós-graduação da UFJF e UFF. Coordenador do Grupo de Pesquisas e Estudos em Geografia da Infância (GRUPEGI)

Referências

BAKHTIM. M.M. Para uma filosofia do Ato Responsável. São Carlos: Pedro & João Editores, 2017.

PEREIRA, L. M. Teatro com bebês, enunciações e vivências: encontros da arte com a vida. Tese (Doutorado em Educação). Niterói, RJ. Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense 2018.

_____. Teatro com bebês, estreia de olhares. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal Fluminense. Niterói-RJ. Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense. 2014.

PONZIO, L. Ícone e afiguração: Bakhtin, Malevitch, Chagall. São Carlos: Pedro & João Editores. 2019.

_____. Visões do texto. São Carlos: Pedro & João Editores. 2017.

PRESTES, Z. R. Quando não é quase a mesma coisa: análise de traduções de Lev Semionovitch Vigotski no Brasil: Repercussões no campo educacional. Campinas, SP: Autores Associados, 2012. Coleção educação contemporânea.

SOBKIN, V. As resenhas teatrais de L.S. Vigotski como início da concepção histórico-cultural. In: VERESK – Cadernos Acadêmicos Internacionais- Estudos sobre a perspectiva histórico-cultural de Vigotski. Brasília: UniCEUB, 2017.

SPINOZA, B. de. Ética / Spinoza; [tradução de Tomaz Tadeu]. – 2. ed., 5. reimp. – Belo Ho-rizonte: Autêntica Editora, 2016.

VANNUCCI, A. O teatro como instrumento de liberdade in: org. Prado. A.L. A teatralidade do humano. São Paulo, Edições Sesc, 201.

VIGOTSKI. L. S. Quarta aula: a questão do meio na pedologia. Tradução de Márcia
Pileggi Vinha. São Paulo: Psicologia USP, 2010.

______. Imaginação e Criação na infância. Trad. Zoia Prestes. São Paulo: Ática, 2010.

______. Manuscrito de 1929. Trad. Alexandra Marenitch. Educação & Sociedade, ano XXI, nº 71, julho/00, disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302000000200002 Acesso em: 20 fev. 2021