Há corpo por vir: um manifesto à presença do corpo pedagógico nas periferias

Main Article Content

Jean da Silva Menezes
http://orcid.org/0000-0002-8034-8757
Sidney Carlos Rocha da Silva
http://orcid.org/0000-0003-0723-9551
Gelson Antonio Lopes Junior
http://orcid.org/0000-0002-5129-7401

Resumo

A presente reflexão toma a fase pandêmica junto ao pensamento contemporâneo como ponto de partida para a tematização de alguns dos dilemas que atravessam as práticas articuladoras da educação atualmente. Para isso, evocamos o discurso da desigualdade social descrita por pesquisadores de diversas áreas. No intuito de contrastar a precariedade do corpo, veremos que esse processo, já em marcha, vale-se da pandemia como pretexto ideal para a emergência das tecnologias digitais na infraestrutura pedagógica, tendo como entrave à presença viva dos alunos e professores. Nesse cenário, a esfera pedagógica encontra-se dividida entre a sempre possível resistência e a inevitabilidade da precarização do corpo. Mas, há corpo por vir!

Metrics

Carregando Métricas ...

Article Details

Como Citar
MENEZES, J. DA S.; ROCHA DA SILVA, S. C.; LOPES JUNIOR, G. A. Há corpo por vir: um manifesto à presença do corpo pedagógico nas periferias. Olhar de Professor, v. 24, p. 1-8, 5 jun. 2021.
Seção
Caderno Temático: Covid 19 - Educação em tempo de Pandemia (Volume 2)
Biografia do Autor

Jean da Silva Menezes, Programa de P´ós-graduação em Educação/Universidade Federal de Pernambuco

Professor de Educação Física do Ensino Fundamental II pela Prefeitura Municipal de Jaboatão dos Guararapes/PE, com Licenciatura Plena em Educação Física, Especialista em Musculação e Treinamento de Força, Mestrando em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação na Universidade Federal de Pernambuco Linha de Pesquisa Educação e Espiritualidade, atuando ainda como pesquisador na Oficina de Pensamento Poéticas do Cuidado e Ontologias da Resistência.

Sidney Carlos Rocha da Silva, Pesquisador do Programa de Pós Graduação em Educação na linha de pesquisa Educação e Espiritualidade, integrando a Oficina de Pensamento Poéticas do Cuidado e Ontologias da Resistência/Universidade Federal de Pernambuco

Psicólogo com Licenciatura em Psicologia, Mestrado e Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco junto ao Programa de Pós Graduação em Educação na linha de pesquisa Educação e Espiritualidade, integrante da Oficina de Pensamento Poéticas do Cuidado e Ontologias da Resistência como pesquisador, tendo formação em Psicologia Budista Tibetana e Psicoterapia Transpessoal (Dharamshala-Índia, 2011), e atualmente é Coordenador do Núcleo Educacional Irmãos Menores de Francisco de Assis (NEIMFA) na comunidade do Coque-Recife, atuando como professor voluntário e membro do conselho gestor na criação de processos formativos minoritários capazes de resistir à captura biopolítica das formas de vida periféricas.

Gelson Antonio Lopes Junior, Programa de Pós-graduação em Educação/Universidade Federal de Pernambuco/P

Filósofo com Licenciatura Plena em Filosofia pelo Instituto Salesiano de Filosofia, Mestre e Doutorando em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco, atua como pesquisador do Programa de Pós Graduação em Educação na linha de pesquisa Educação e Espiritualidade, integrando a Oficina de Pensamento Poéticas do Cuidado e Ontologias da Resistência