Cultura escolar em tempos de pandemia e distanciamento social

Main Article Content

Maéve Melo Santos
https://orcid.org/0000-0003-1867-812X
Cosme Batista dos Santos
https://orcid.org/0000-0002-9276-5398

Resumo

Este artigo trata de um estudo em andamento do grupo de pesquisa “Observatório do ensino-aprendizagem da escrita escolar”, da Universidade do Estado da Bahia, que, ao ver a iniciativa das escolas de desenvolverem atividades remotas, sentiu necessidade de investigar como a cultura escolar “sobrevive” nos domicílios e quais dizeres e fazeres simbolizam essa sobrevivência. O objetivo é investigar a cultura escolar em domicílio durante a pandemia da COVID-19 e a percepção de seus atores. A metodologia adotada é a pesquisa quanti-qualitativa, com elaboração de formulários online para estudantes, pais, professores e dupla gestora, e análise do discurso. As conclusões iniciais apontam que os dispositivos de transposição didática da cultura escolar estão ativados mesmo na situação do isolamento. Isso mostra um fortalecimento do papel do educador, da sua capacidade de apreender novos meios de ensino e de superação das condições adversas para fazer-se presente na vida escolar dos estudantes.

Metrics

Carregando Métricas ...

Article Details

Como Citar
SANTOS, M. M.; BATISTA DOS SANTOS, C. Cultura escolar em tempos de pandemia e distanciamento social. Olhar de Professor, v. 24, p. 1-11, 5 jun. 2021.
Seção
Caderno Temático: Covid 19 - Educação em tempo de Pandemia (Volume 2)
Biografia do Autor

Maéve Melo Santos, Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF

Doutoranda em Crítica Cultural (Pós-crítica) na Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Professora Assistente da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf).

Cosme Batista dos Santos, Universidade do Estado da Bahia - UNEB

[1]Doutor em Linguística Aplicada pela UNICAMP, Professor Pleno da Universidade do Estado da Bahia-UNEB, Campus III, Juazeiro-BA.