Usar tecnologias digitais nas aulas remotas durante a pandemia da COVID-19? Sim, mas quais e como usar?

Main Article Content

Márcia Gorett Ribeiro Grossi
http://orcid.org/0000-0002-3550-6680

Resumo

O objetivo deste artigo foi analisar o potencial educativo das tecnologias digitais utilizadas no processo de ensino e aprendizagem das aulas remotas ofertadas durante a suspensão das aulas devido à pandemia da COVID-19. Para tal, realizou-se uma pesquisa qualitativa e descritiva. Em relação aos procedimentos técnicos, optou-se pela pesquisa bibliográfica. Os resultados permitem concluir que o potencial educativo dessas tecnologias reside no fato de que elas são capazes de transformar o ensino e têm um lugar na construção do conhecimento, exercendo um papel importante no novo contexto educacional, cuja sala de aula passou a ser virtual. A pesquisa apresentou as principais tecnologias digitais que podem ser usadas nas aulas remotas e suas aplicações em estratégias pedagógicas, apontando suas vantagens. Por fim, destaca-se a necessidade das escolas e dos professores refletirem sobre o uso das tecnologias digitais na educação, pois elas vieram para ficar, sendo fundamental a apropriação tecnológica nas práticas docentes.

Metrics

Carregando Métricas ...

Article Details

Como Citar
GROSSI, M. G. R. Usar tecnologias digitais nas aulas remotas durante a pandemia da COVID-19? Sim, mas quais e como usar?. Olhar de Professor, v. 24, p. 1-12, 12 jun. 2021.
Seção
Caderno Temático: Covid 19 - Educação em tempo de Pandemia (Volume 2)
Biografia do Autor

Márcia Gorett Ribeiro Grossi, CEFET-MG

Professora titular do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, lotada no departamento de Educação. Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1987), graduação em Programa Especial de Formação de Docente pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (1990), mestrado em Mestrado Em Tecnologia pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (1993) e doutorado em Ciências da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2008). Foi Diretora da Fundação de Apoio à Educação de Desenvolvimento Tecnológico de Minas Gerais (2004 a 2017). Líder do grupo de pesquisa AVACEFETMG. Pesquisa os seguintes temas: educação a distância, educação profissional, informática, neuroeducação e novas tecnologias digitais.