CORONAVÍRUS E DESIGUALDADES EDUCACIONAIS: REPOSICIONANDO O DEBATE

  • Diego dos Santos Reis Univeresidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Palavras-chave: Educação. Desigualdades educacionais. Pandemia.

Resumo

O ensaio traz algumas questões e apontamentos sobre o impacto do novo coronavírus nos processos educativos, com especial atenção para o aprofundamento das desigualdades educacionais em situações de emergência global. Trata-se de tensionar tanto as estratégias adotadas por instituições de ensino, com o predomínio das mediações tecnológicas e utilização de ferramentas digitais, quanto os desafios de educar democraticamente no contexto atual. Finalmente, questionamos: qual o papel e quais são os limites das práticas educativas a distância em um país marcado por desigualdades estruturais?

Biografia do Autor

Diego dos Santos Reis, Univeresidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Pós-Doutorando na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP). É Doutor (2019), Mestre (2015) e Licenciado (2012) em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com estágio doutoral no Institut d’Études Politiques de Paris/SciencesPo. Professor Substituto de Filosofia da Educação da Faculdade de Educação da UFRJ. Professor Colaborador III da Faculdade de Educação da USP.
Publicado
2020-07-25
Como Citar
dos Santos ReisD. CORONAVÍRUS E DESIGUALDADES EDUCACIONAIS: REPOSICIONANDO O DEBATE. Olhar de Professor, v. 23, p. 1-5, 25 jul. 2020.
Seção
Caderno Temático: Covid 19 - Educação em tempo de Pandemia (Volume 1)