INFRAESTRUTURA E DESEMPENHO ESCOLAR NA PROVA BRASIL: ASPECTOS E CONEXÕES

Resumo

Este artigo apresenta um estudo exploratório sobre infraestrutura escolar, e analisa suas conexões com o desempenho de estudantes dos anos finais do ensino fundamental, na Prova Brasil. Para isto, foram utilizadas técnicas de estatística descritiva e inferencial. Os resultados indicam que as escolas brasileiras, especialmente as das regiões Norte e Nordeste, ainda possuem deficiências de infraestrutura e que algumas políticas públicas adotadas não têm alcançado o efeito esperado. Destaca-se a significativa contribuição de fatores como presença de laboratório de informática e internet, quadra de esportes, dependências PNE, coleta de lixo e auditório para o bom desempenho escolar na avaliação analisada. Espera-se que os resultados obtidos possam ser úteis para orientar políticas públicas e despertem um maior interesse na discussão dos impactos das condições materiais do ambiente escolar na qualidade da educação.

Biografia do Autor

Denilson Junio Marques Soares, Universidade Federal do Espírito Santo / Instituto Federal de Minas Gerais
Licenciado em Matemática e Mestre em Estatística Aplicada e Biometria (UFV); Doutorando em Educação (UFES); Professor EBTT do Instituto Federal de Minas Gerais - Campus Piumhi.
Talita Emidio Andrade Soares, Universidade Federal do Espírito Santo
Licenciada em Matemática (UFV); Especialista em Ensino de Matemática (UNICA); Mestranda em Educação (UFES).
Wagner dos Santos, Universidade Federal do Espírito Santo
Graduado em Educação Física e Doutor em Educação (UFES); Mestre em Educação (UFMG); Professor da UFES; Líder do Instituto de Pesquisa em Educação e Educação Física (Proteoria); Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2.
Publicado
2020-07-25
Como Citar
Junio Marques SoaresD.; Emidio Andrade SoaresT.; dos SantosW. INFRAESTRUTURA E DESEMPENHO ESCOLAR NA PROVA BRASIL: ASPECTOS E CONEXÕES. Olhar de Professor, v. 23, p. 1-18, 25 jul. 2020.
Seção
Caderno temático: Avaliação em larga escala no contexto da Educação Básica