CONDIÇÕES DE TRABALHO DO SUPERVISOR ESCOLAR

  • Antonio José Fernandes Ricardo
  • Andreza Faria Malewschik
  • Márcia de Souza Hobold

Resumo

Este artigo apresenta as condições de trabalho do Supervisor Escolar no Ensino Fundamental, na Rede Municipal de Ensino de Joinville. O objetivo do trabalho é conhecer as condições de trabalho e atuação dos Supervisores Escolares. A pesquisa evidencia as três atividades que fazem parte de sua rotina e as que mais exigem sua atenção. Também será abordada a relação social e humana que permeiam a função, bem como, as condições de emprego quanto a forma de contratação, a remuneração, a carreira e a estabilidade. A pesquisa, de abordagem qualitativa, utilizou o questionário como instrumento de coleta de dados e analisou as respostas de 36 supervisores escolares da Rede Municipal de Ensino de Joinville. Fundamentaram teoricamente a análise dos dados e a pesquisa Bardin (2011), Duarte (2010), Oliveira e Assunção (2010), Urbanetz (2013), entre outros. Como resultado identificou-se que entre as atividades desenvolvidas pelos supervisores escolares destacam-se o acompanhamento dos professores, o atendimento aos alunos, a substituição de professores e as atividades burocráticas, dentre outras atividades que acabam por intensificar seu trabalho. Quanto às condições de emprego, verifica-se a necessidade de realizar concurso para a função, pois a falta desse interfere diretamente na estabilidade do profissional. Além disso, é necessário rever a remuneração desse profissional, já que se trata de um Especialista, e se exige qualificação adequada, formação acadêmica e experiência. Também é preciso alterar o plano de carreira do Supervisor Escolar ou a lei que diz excluir os Especialistas do direito à aposentadoria especial
Publicado
2019-02-27
Como Citar
RicardoA. J. F.; MalewschikA. F.; HoboldM. de S. CONDIÇÕES DE TRABALHO DO SUPERVISOR ESCOLAR. Olhar de Professor, v. 20, n. 1, p. 75-85, 27 fev. 2019.
Seção
Caderno Temático Trabalho e Profissão Docente