O dossiê temático “A linguagem em perspectivas pragmáticas” é interdisciplinar e pretende reunir estudos e/ou pesquisas que tratem das relações de processamento da linguagem natural em interações comunicativas. Na conversação espontânea, por exemplo, em que os interlocutores negociam interpretações voláteis que se dissolvem tão logo os enunciados são pronunciados, a intenção informativa do falante – um conceito pouco explorado pelos estudos linguísticos tradicionais – tem uma implicação muito grande na contextualização do significado inferido pelo ouvinte. As contribuições a serem apresentadas neste dossiê devem embasar-se sobre fundamentos teóricos e/ou aplicações das principais teorias pragmáticas, de modo a promover releituras críticas no que diz respeito, principalmente, aos Atos de Fala (AUSTIN, 1962; AUSTIN; SEARLE, 1969), às Máximas Conversacionais (GRICE, 1975), às Metáforas Conceituais (LAKOFF; JOHNSON, 1980), à Teoria da Polidez (BROWN; LEVINSON, 1987) e à Teoria da Relevância (SPERBER; WILSON, 1986). É de interesse particular do dossiê o estudo sobre: inferências, significado, indiretividade, dissensão, referente, percepção, representação, metarrepresentação, conceito, cognição, intenção, emoção, subjetividade e outros temas relevantes. Bem-vindos são também os estudos sobre as implicaturas fora do programa Griceano que exploram os aspectos linguísticos (p. ex, a Teoria da Implicatura Conversacional Generalizada, de Levinson, 2000). São bem-vindas ainda as pesquisas sobre os aspectos interacionais dos “jogos” das intenções e implicaturas não apenas como aquilo que simplesmente “não é dito”, mas como ações sociais, que incluem o que é presumido, assumido, deduzido, sugerido, etc., isto é, os graus de significados-ações implicados. São especialmente bem-vindos os trabalhos sobre o estatus emocional, ou a presença e a força relativa da emoção na interpretação. Por fim, por ser interdisciplinar, o dossiê também pretende acolher contribuições investigativas que tratem dos processos de ensino/aprendizagem de línguas estrangeiras, desde que tais contribuições se insiram nos aportes e perspectivas propostos.

Publicado: 2021-08-04