EROS ESTRANHO: REVERBERAÇÕES DO INSÓLITO EM NARRATIVAS DE CLARICE LISPECTOR

REVERBERATIONS OF THE UNUSUAL IN CLARICE LISPECTOR’S NARRATIVES

  • Luciana Borges UFG

Resumo

Este artigo apresenta uma leitura de algumas narrativas curtas de Clarice Lispector nas quais temas eróticos e/ou amorosos se manifestam conjuntamente a soluções narrativas que expressam o estranho ou o insólito ficcional. A combinação entre o estranhamento e o erotismo resulta em uma possível/impossível reconfiguração subjetiva de personagens que se deparam com “o mais secreto de si mesmas”, realizando na ficção a máxima de Georges Bataille (2004), para quem o erotismo é aquilo que “coloca o ser questão”. Ressignificando as investiduras de gênero, a percepção de si e a relação com o Outro, as ocorrências do erótico insólito são um componente relevante do modo clariciano de narrar temas sexuais em sua ficção.
Publicado
2021-04-01
Seção
Dossiê Centenário de Clarice Lispector: vida, obra e recepção crítica