ERICO VERISSIMO E PEPETELA: DIFERENTES TRAJETÓRIAS LITERÁRIAS QUE SE CONVERGEM

  • Donizeth Aparecido dos Santos Faculdade de Telêmaco Borba - FATEB

Resumo

Os projetos literários dos romancistas Erico Verissimo e Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos, conhecido como Pepetela, se filiam à tradição da literatura de intervenção social, nos moldes como foi configurada no século XX, pois comportam um projeto ético fiel às suas visões de mundo e aos seus compromissos social e humano, que é intensificado pelo projeto estético que o acompanha. Nesse sentido, há afinidades ideológicas e estéticas entre os dois romancistas com a confluência, no plano ideológico, da ideologia humanista e do compromisso social e humano que ambos apresentam em seus projetos literários, e no plano estético,  da semelhança existente entre as estruturas narrativas de seus romances de fundação (a trilogia O tempo e o vento, de Erico Verissimo, e Yaka e Lueji, de Pepetela), pelo fato dos dois escritores se utilizarem de temáticas e estratégias narrativas comuns, tais como a saga familiar, a metaficção, a técnica narrativa do contraponto e a polifonia. Assim acreditamos que a afinidade ideológica existente entre Pepetela e Erico Verissimo levou o escritor angolano a incorporar ao seu projeto literário alguns elementos temáticos e formais utilizados pelo brasileiro, segundo o conceito de intertextualidade de Julia Kristeva (1974), que concebe a escrita de um texto literário como a leitura do corpus anterior. No entanto, a relação entre eles não se alimenta apenas na semelhança nos pontos em comum, mas também nas diferenças que há entre suas obras e entre seus projetos literários.

Biografia do Autor

Donizeth Aparecido dos Santos, Faculdade de Telêmaco Borba - FATEB

Doutor em Letras (Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa) pela Universidade de São Paulo (USP) e professor de Língua Portuguesa da Faculdade de Telêmaco Borba (FATEB).

Publicado
2021-07-30