Reflexões sobre o agir docente no ensino da escrita no Ensino Médio

  • Maria Izabel de Bortoli Hentz Universidade Federal de Santa Catarina
  • Isabel Oliveira Silva Monguilhott Universidade Federal de Santa Catarina/Professora Associada http://orcid.org/0000-0001-6613-9142

Resumo

Neste artigo, analisamos a relação entre conhecimentos de escrita prescritos em planos de ensino que orientam o agir docente e os que são mobilizados no ensino da produção de textos na disciplina de Língua Portuguesa. Para tanto, descrevemos e analisamos o planejamento e a prática pedagógica para o ensino do gênero editorial, em uma turma de 3º ano do ensino médio. Trata-se de um estudo de base interpretativista, para o qual assumimos pressupostos do Interacionismo Sociodiscursivo. Os resultados sugerem que intenção, motivos, finalidades do professor no ensino da escrita, quando este é planejado e desenvolvido de forma orgânica com as práticas de leitura, de oralidade e de análise linguística, podem ser determinantes na aprendizagem da escrita pelos alunos para a sua inserção efetiva em práticas de linguagem que requeiram este conhecimento, dentre as quais a realização de provas de redação para acesso ao ensino superior.

Biografia do Autor

Maria Izabel de Bortoli Hentz, Universidade Federal de Santa Catarina
Departamento de Metodologia de Ensino
Isabel Oliveira Silva Monguilhott, Universidade Federal de Santa Catarina/Professora Associada
Departamento de Metodologia de Ensino/Ensino de Língua Portuguesa
Publicado
2020-03-19
Seção
A linguagem nos processos seletivos para ingresso no ensino superior