A linguagem do item avaliativo de múltipla escolha: do gênero ao léxico

  • Bruno de Assis Freire de Lima Instituto Federal Minas Gerais

Resumo

O assunto deste trabalho é o item avaliativo de múltipla escolha, tradicionalmente compreendido como “unidade constitutiva de provas e testes” (HALADYNA, 2004). Nascido no escopo da Psicometria, área responsável pelo estudo objetivo da avaliação, o item é estruturado a partir de uma série de padrões técnicos que buscam garantir a máxima precisão na coleta de dados avaliativos. É, portanto, produto de uma técnica. Esse produto possui, nas mais diversas avaliações que compõe, aspectos linguísticos e textuais característicos, de tal modo que se pode dizer que cada item, em particular, corresponde a uma unidade textual especializada. Indo além, o item representa o que Hoffmann (1998) denomina de “gênero textual de especialidade”, ou seja: sua existência está condicionada a contextos especializados. Neste trabalho, apresento alguns aspectos da linguagem constitutiva do item avaliativo, mostrando por qual motivo ele corresponde a uma categoria especializada de gêneros textuais, apontando como sua configuração lexical (com seu léxico especializado) confirma esse caráter especializado que o item carrega. Apontar esses aspectos da linguagem especializada implica alertar para a necessidade de conhecimento cada vez mais apurado desse gênero textual especializado para que seja possível a promoção de exames de seleção cada vez mais objetivos e imparciais.

Biografia do Autor

Bruno de Assis Freire de Lima, Instituto Federal Minas Gerais
Doutor em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais, com tese defendida em 2018 na área de Linguística das Linguagens Especializadas. Mestre em Linguística e Língua Portuguesa, pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, com dissertação defendida em 2007, na área de Sintaxe e Semântica do Português. Especialista em Língua Portuguesa, 2004, pela Universidade Federal de Viçosa, onde também é Licenciado em Letras (2002). Possui experiência nas áreas de Ensino e Descrição da Língua Portuguesa, Avaliação e Produção de Instrumentos de Avaliação da Aprendizagem Escolar, Avaliação e Produção de Material Didático e Pedagógico para o Ensino de Língua Portuguesa, Estudos Lexicais e Terminológicos e Linguística das Linguagens Especializadas. 
Publicado
2020-03-19
Seção
A linguagem nos processos seletivos para ingresso no ensino superior