Não posso fugir do tema! Mas o que é tema? O conteúdo temático na redação de vestibular

  • Marilúcia dos Santos Domingos Striquer Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), campus Jacarezinho
  • Eliana Merlin Deganutti de Barros Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP

Resumo

Este artigo tem como objetivo investigar como os participantes do vestibular de uma universidade pública desenvolvem o conteúdo temático em suas redações. Para tanto, analisamos os textos intermediários, isto é, os que atingiram notas consideradas a média do conjunto total, a fim de conhecer como o tema é representado e desenvolvido textualmente pelos autores/candidatos no gênero discursivo estabelecido como redação: o artigo de opinião. Os preceitos do Círculo de Bakhtin nortearam nosso trabalho, e os resultados demonstraram que os textos do nosso corpus, apesar de terem alcançado nota suficiente para acesso dos candidatos à vaga na universidade, apresentam problemas na exposição de acento valorativo em relação ao tema proposto e, principalmente, na entonação expressiva pessoal, o que implica a não explicitação de protagonismo e autoria diante de um gênero discursivo que fundamentalmente requer posicionamento crítico.

Biografia do Autor

Marilúcia dos Santos Domingos Striquer, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), campus Jacarezinho
Professora Adjunta da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), campus Jacarezinho. Doutora em Estudos da Linguagem. Bolsista produtividade em pesquisa da Fundação Araucária do Paraná (prot.49372).
Eliana Merlin Deganutti de Barros, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP
Doutora em Estudos da Linguage. Projeto adjunta da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). Lider do grupo de pesquisa DIALE (CNPQ/UENP)
Publicado
2020-03-19
Seção
A linguagem nos processos seletivos para ingresso no ensino superior