Os ex-votos como mídias na transmissão e na preservação da memória social

  • Magali do Nascimento Cunha Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM)
  • Luis Erlin Gomes Gordo

Resumo

Este artigo, de caráter teórico, baseado em pesquisa bibliográfica, assentada nos estudos em Folkcomunicação, com as teorias de Luiz Beltrão, e na noção de memória cultural religiosa, com as ênfases defendidas por Jan Assmann, atenta para o caráter comunicativo da memória religiosa que abrange a articulação de experiências vividas e aprendizagens transmitidas. Destaque é dado ao lugar dos ex-votos, uma prática comum a vários grupos religiosos, de agradecimento por uma graça divina alcançada, interpretados aqui como veículos de transmissão e preservação da memória de uma localidade e de uma época. No trajeto metodológico é elaborada uma aplicação, por meio da apresentação da ampliação das tipologias utilizadas nos estudos de Folkcomunicação, proposta em tese de doutorado defendida por um dos autores deste estudo, como a indicação das possíveis formas de transmissão e preservação da memória social em cada tipo de ex-votos. Memória cultural religiosa; Folkcomunicação; Ex-votos.

Biografia do Autor

Magali do Nascimento Cunha, Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM)
Doutora em Ciências da Comunicação, coordenadora do Grupo de Pesquisa Comunicação e Religião da INTERCOM
Luis Erlin Gomes Gordo
Doutor em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo. Filósofo, Teólogo, Jornalista e Sacerdote, Diretor Editorial da Editora Ave-Maria e da revista Ave Maria.
Publicado
2021-07-02