Foco e Escopo

A Revista Internacional de Folkcomunicação tem por objetivos:
a. Difundir a produção científica em Folkcomunicação;
b. Desvendar possíveis vias de investigação, considerando novos objetos e o fortalecimento de metodologias próprias da folkcomunicação;
c) Valorizar o constante diálogo entre as contribuições conceituais da folkcomunicação e as observações e análises de pesquisa empírica, bem como a constante atualização do legado de Luiz Beltrão;
d. Propiciar conhecimento sobre o assunto para professores, pesquisadores e estudantes de Comunicação.

Grande Área da revista: Ciências Sociais Aplicadas
Área: Interdisciplinar e Comunicação
Áreas Correlatas/Especialidades: Ciências Humanas, Letras e Linguística
Periodicidade: Semestral

Instituições
- Programa de Pós-Graduação em Jornalismo/Universidade Estadual de Ponta Grossa
- Editora Universidade Estadual de Ponta Grossa
- Cátedra Unesco/Umesp de Comunicação para o Desenvolvimento Regional
- Rede Folkcom - Rede de Estudos e Pesquisas em Folkcomunicação

A Revista utiliza o DOI (Digital Object Identifier) para registro dos artigos publicados desde 2016.

Política de Avaliação

Os artigos serão analisados por dois membros da Comissão Editorial e/ou pareceristas externos, nacionais ou estrangeiros, em sistema de avaliação às cegas. Para tanto, os artigos devem ser enviados sem indicação de autoria ou qualquer informação relacionada à instituição de ensino de vinculação.

Caso o trabalho receba apenas um parecer negativo, o mesmo será encaminhado a um terceiro avaliador. Aos pareceristas é reservada a liberdade para aprovar, reprovar ou solicitar alterações conforme suas análises. A publicação se dará após recomendação de publicação do trabalho por dois avaliadores.

Os critérios de avaliação constam no formulário on-line da Revista e compreendem: 1) adequação ao campo temático da revista; 2) originalidade da abordagem; 3) explicitação das bases teórico-metodológicas do trabalho; 3) utilização correta e atualizada da bibliografia; 5) explicitação dos resultados da pesquisa e da discussão proposta; 6) qualidade redacional, coerência textual e adequação às normas técnicas internacionais para trabalhos científicos.

Em caso de solicitação de alterações, os autores terão prazo estipulado para a nova análise e, se forem contempladas as mudanças, o artigo será publicado.

Ao submeter trabalho à Revista, o(a) autor(a) assume o compromisso ético com a originalidade científico-intelectual do artigo. Caso seja identificado plágio ou autoplágio, o artigo será rejeitado.

Cabe ao Conselho Editorial da Revista a emissão de pareceres sobre a publicação de todos os trabalhos enviados à Revista Internacional de Folkcomunicação, garantindo o anonimato dos autores e a adequação do conteúdo aos estudos de folkcomunicação.

O tempo médio de avaliação dos artigos e divulgação do parecer final aos autores é de seis meses.

Periodicidade

A Revista Internacional de Folkcomunicação possui periodicidade semestral e é publicada nos meses de junho e dezembro.

* Observação: No período de 2012 a 2016, a Revista publicou uma edição extra anual com dossiê temático.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Política de privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.