Caracterização estrutural de aços austeníticos usando o método de Rietveld

  • Fabiana Cristina Nascimento Borges Universidade Estadual de Ponta Grossa, UEPG, Ponta Grossa, PR, Brasil

Resumo

Esse artigo apresenta um estudo das variações estruturais das fases austenita-g, austenita expandida de nitrogênio-gN e carbono-gC formadas em diferentes composições de aço austenítico após tratamentos de endurecimento superficial. As análises dos parâmetros estruturais foram realizadas com refinamento Rietveld usando a função de ajuste pseudo-Voigt. A estrutura cúbica com simetria cúbica de face centrada (c.f.c.) resultou em um melhor ajuste de refinamento (Rwp% £ 10%) para todas as amostras e fases analisadas. Foi possível identificar a presença de dois tipos de austenita expandida de nitrogênio: gN1 e gN2 conhecidas na literatura como uma fase rica em nitrogênio e outra pobre em nitrogênio. Variações no volume da célula unitária das fases foram avaliadas através de alterações no parâmetro FWHM (o) - Full Width at Half Maximum, indicando uma maior alteração para a fase expandida de nitrogênio. A variação Da/a indicou alterações na fase austenita expandida-gN em relação à fase austenita-g. Em algumas condições as fases gN e gC foram detectadas simultaneamente. 
Publicado
2013-12-16
Seção
Artigos