Políticas públicas de mobilidade e assistência a itinerantes: o caso dos trecheiros (Mobility Public policies and assistance to itinerants: the case of the Wanderers) Doi: 10.5212/Emancipacao.v.13iEspecial.0007

  • José Sterza Justo Faculdade de Ciências e Letras. Universidade Estadual Paulista. UNESP- Campus de Assis
  • Alexandre Espósito Faculdade de Ciências e Letras. Universidade Estadual Paulista. UNESP- Campus de Assis
  • Cledione Jacinto Freitas Faculdade de Ciências e Letras. Universidade Estadual Paulista. UNESP-Campus de Assis
  • Eurípedes Costa Nascimento Faculdade de Ciências e Letras. Universidade Estadual Paulista. UNESP-Campus de Assis
Palavras-chave: políticas públicas, assistencia social, mobilidade, Trecheiros, cidadania, direitos humanos

Resumo

Resumo: As políticas públicas e a promoção da cidadania têm a mobilidade urbana como um de seus focos principais, ao lado de outros como a saúde, educação e cultura. Um dos alvos das políticas de mobilidade urbana são os recém-chegados ou visitantes que desembarcam na cidade, sobretudo aqueles considerados indesejáveis, tais como mendigos e trecheiros. A presente pesquisa visou analisar as políticas públicas e práticas de assistência social dirigidas aos trecheiros de uma cidade do interior paulista. Foram realizadas observações no posto de atendimento a essa população, situado na rodoviária local, e entrevistas com usuários. Os resultados mostram que a despeito da política pública de assistência que propõe o reassentamento psicossocial dos trecheiros, prevalece a prática de evitar a permanência deles na cidade, enviando-os para outra localidade assim que desembarcam. Dessa forma, tal política pública acentua aquilo que se propõe a combater: a deambulação constante de um lugar a outro. Abstract: Public policies and the promotion of citizenship have urban mobility as one of its main focuses, alongside others such as health, education and culture. One of the aims of urban mobility policies are newcomers or visitors who arrive in the city, especially those considered undesirable, such as beggars and wanderers. This research aimed to analyze public policies and practices of social work in a city in São Paulo state targeting the wanderers. Observations were made at the service station for this population, located in the local bus station, and interviews with its users. The results show that, despite a public service policy proposing the psychosocial resettlement of wanderers, the prevailing pratice is to avoid their permanence in the city, sending them to some other place as soon as they disembark. Thus, this policy emphasizes what purports to combat: the constant walking from one place to another.Keywords: Public policies. Mobility. Wanderers

Biografia do Autor

José Sterza Justo, Faculdade de Ciências e Letras. Universidade Estadual Paulista. UNESP- Campus de Assis
Docente do Departamento de Psicologia Evolutiva, Social e Escolar, da Unesp-Assis, na graduação e pós graduação do Curso de Psicologia. Doutor em Psicologia Social, pela PUC SP e Livre Docente em Psicologia do Desenvolvimento Humano pela Unesp-Assis. Bosista produditividade do CNPq.
Alexandre Espósito, Faculdade de Ciências e Letras. Universidade Estadual Paulista. UNESP- Campus de Assis
Graduando do Curso de Psicologia da Unesp-Assis e bolsista de iniciação científica (PIBIC-CNPq).
Cledione Jacinto Freitas, Faculdade de Ciências e Letras. Universidade Estadual Paulista. UNESP-Campus de Assis
Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Psicologia - área Psicologia e Sociedade - da Unesp-Campus de Assis.Bolsista da FAPESP.
Eurípedes Costa Nascimento, Faculdade de Ciências e Letras. Universidade Estadual Paulista. UNESP-Campus de Assis
Psicólogo, mestre e doutor em psicologia pela Unesp-Campus de Assis. Pós doutorando junto ao Programa de Pós-graduação em Psicologia - área Psicologia e sociedade - da Unesp-Campus de Assis
Publicado
2014-12-18
Como Citar
JustoJ. S., EspósitoA., FreitasC. J., & NascimentoE. C. (2014). Políticas públicas de mobilidade e assistência a itinerantes: o caso dos trecheiros (Mobility Public policies and assistance to itinerants: the case of the Wanderers) Doi: 10.5212/Emancipacao.v.13iEspecial.0007. Emancipação, 13(3), 105-120. Recuperado de https://revistas2.uepg.br/index.php/emancipacao/article/view/6373
Seção
Artigos