Desenvolvimento profissional pelas aprendizagens experienciais em pesquisa: contribuições da pesquisa-ação colaborativa (Professional development through experiential learning in research: contributions of collaborative action research)

Conteúdo do artigo principal

Fabrício Oliveira da Silva
http://orcid.org/0000-0002-7962-7222
Marinalva Ribeiro
http://orcid.org/0000-0002-9197-1341

Resumo

Neste trabalho analisa-se a contribuição da pesquisa-ação colaborativa para o desenvolvimento profissional de estudantes pesquisadores. Adota-se como centralidade a noção de que a dialogicidade, a reflexão e o desenvolvimento de pesquisas em rizoma têm estreita relação com o desenvolvimento desses pesquisadores. Ademais, tem-se em vista permitir que eles se insiram no universo da pesquisa a partir de um projeto matricial desenvolvido por grupo de colaboradores que revela certa experiência no trato com a pesquisa científica. Neste artigo objetiva-se, pois, analisar as contribuições da produção de estudos realizados a partir da pesquisa-ação colaborativa para desenvolvimento profissional de estudantes pesquisadores. A metodologia tem base qualitativa e foi desenvolvida a partir dos relatórios de iniciação científica - IC e dissertações de mestrado. O estudo evidencia que o envolvimento dos colaboradores na pesquisa-ação colaborativa favorece desenvolvimento de aprendizagens experienciais do tornar-se professor
pesquisador. Revela ainda que a pesquisa em rizoma promove reflexões em rede possibilitando produções de autonomia e desenvolvimento profissional. 

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
Silva, F. O. da, & Lopes Ribeiro, M. (2022). Desenvolvimento profissional pelas aprendizagens experienciais em pesquisa: contribuições da pesquisa-ação colaborativa (Professional development through experiential learning in research: contributions of collaborative action research). Emancipação, 22, 1–16. https://doi.org/10.5212/Emancipacao.v.22.2216895.002
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Fabrício Oliveira da Silva, Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS

Pós-doutorando e Doutor em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB (2017). Mestre em Filologia e Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo (2003). Especialista em Gestão de Pessoas com ênfase em Competências no setor público pela Universidade Federal da Bahia - UFBA (2019). Especialista em Gestão Escolar pela Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC - (2009). Especialista em Linguística Aplicada ao Ensino de Língua Portuguesa pela Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS (1998). Possui graduação em Licenciatura em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS (1997). É Professor Adjunto da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS, lotado no Departamento de Educação. Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE da UEFS. Professor pesquisador do Grupo de Pesquisa Docência, Narrativas e Diversidade na Educação Básica – DIVERSO. Coordenador e membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Pedagogia Universitária - NEPPU da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS. É membro do GT 4 - Didática da Associação Nacional de Pesquisadores da Educação - ANPEd. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Superior (graduação e pós-graduação), atuando como professor e pesquisador nos seguintes temas: formação do educador, identidade docente, didática, leitura e produção textual, ensino de língua portuguesa, pesquisa em educação, pesquisa (auto)biográfica e docência universitária e na Educação Básica.

Marinalva Ribeiro, Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS

Possui graduação em Licenciatura em Letras pela Universidade Estadual de Feira de Santana (1974), graduação em Pedagogia pela Federação das Escolas Superiores de Ilhéus e Itabuna (1976), Mestrado em Educação pela Universidade Federal da Bahia (1991), Doutorado em Educação pela Université de Sherbrooke, Canadá (2004) e Pós-Doutorado em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2008). Atualmente é Professora Plena aposentada pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da UEFS e 
pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Pedagogia Universitária (NEPPU), tendo realizado investigações e publicado trabalhos sobre os seguintes temas relacionados à pedagogia universitária: representações sociais, desenvolvimento profissional docente, identidade docente, relação professor-estudantes, prática docente e afetividade.Tem orientado diversos estudantes de Iniciação Científica e de Mestrado em Educação.

Referências

DAY, C. Desenvolvimento profissional de professores. Porto: Porto Editora, 2001.

DUBAR, C. A socialização: A construção das identidades sociais e profissionais. Porto: Porto Editora, 1997.

ELLIOT, J. La investigación-acción em educación. Madrid: Morata, 1990.

ESTEVES, M. A investigação enquanto estratégia de formação de professores: um estudo. Lisboa: Instituto de inovação educacional, 2002.

GATTI, B. A.; ANDRÉ, M. A relevância dos métodos de pesquisa qualitativa em educação no Brasil. In: WELLER, W.; PFAFF, N. (Orgs.). Metodologias da pesquisa qualitativa em Educação: teoria e prática. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2011. p. 29-38.

MARCELO G. Formação de professores. Para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

NÓVOA, A. Professores Imagens do futuro presente. Educa: Lisboa, 2009

RUDDUCK, J. Innovation and Change. Milton Keynes: Open University. 1991.

SCHÖN, D.A. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, A. Os professores e a sua formação. 4. ed. Lisboa: Dom Quixote, 2000, p.77-91.

SILVA, F.O. PIBID como uma epistemologia da formação de professores no cotidiano escolar. Revista Educação e Emancipação, São Luís, v. 12, n. 2, maio/ago. 2019

STENHOUSE, L. La investigación como base de la enseñanza. Madrid: Morata, 2007

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo: Cortez, 1994.

TARDIF, M. Saberes docentes & formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.

TRIPP, D. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. In: Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 3, p. 443-466, set./dez. 2005.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)