Formação e o trabalho profissional em Serviço Social frente aos desafios da mercantilização da Política de Educação Superior no Brasil (Training and professional work in Social Work in front of the challenges of mercantilization of Higher Education...)

  • Fabricia Cristina de Castro Maciel Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquista Filho - Unesp
  • Eliana Bolorino Canteiro Martins Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquisa Filho - Unesp https://orcid.org/0000-0002-7796-8437
Palavras-chave: Formação profissional. Trabalho. Política de educação superior

Resumo

Este estudo é resultado de levantamento bibliográfico e documental que pretende apresentar reflexões quanto às tendências da formação e do trabalho profissional em Serviço Social no contexto contemporâneo, sob a lógica do reordenamento econômico e político do capital, a partir da análise da categoria trabalho. Identificamos o trabalho da(o) assistente social no campo dos serviços e as condições em que o labor intelectual se insere na lógica da produção e distribuição do valor e da reprodução social da vida. A partir da perspectiva ontológica, procuramos compreender os processos de dominação política e econômica do sistema do capital e as mediações desenvolvidas pelas políticas sociais, situando nesse contexto o contraditório significado social da profissão. Destacamos os desafios da formação em Serviço Social frente à mercantilização da política de educação superior, bem como do exercício profissional crítico e comprometido com a classe trabalhadora, em consonância com o projeto ético-político profissional.  

Biografia do Autor

Fabricia Cristina de Castro Maciel, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquista Filho - Unesp
Doutorado em Serviço Social pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP (2020), com sanduíche na Universidade de Lisboa, Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Mestrado em Administração Pública/Gestão de Políticas Sociais pela Escola de Governo de Minas Gerais/Fundação João Pinheiro (2005) e especialização em Educação Sexual pela FUMEC (1998). Graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1994). Professora no Centro Universitário UNA. Email: fabriciacm@gmail.com.
Eliana Bolorino Canteiro Martins, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquisa Filho - Unesp
Doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP (2007), mestrado em Serviço Social pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) Faculdade de Ciências Humanas e Sociais- Campus Franca (2001) e graduação em Serviço Social pela Faculdade de Serviço Social - Instituição Toledo de Ensino de Bauru (1983). Pós-doutorado (atual) pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Professora do Curso de Serviço Social da UNESp/Franca. E-mail: elianacanteiro@terra.com.br.  

Referências

ALMEIDA, N. L. T. de. Considerações iniciais para o exame do processo de trabalho do Serviço Social. Serviço Social e Sociedade. São Paulo, Cortez, ano XVII, n. 52, dez. 1996, p. 24–47.

ANTUNES, R. Da educação utilitária fordista à da multifuncionalidade liofilizada. In: Das crises do capital às crises da Educação Superior no Brasil — novos e renovados desafios em perspectiva. 1.ed. Uberlândia: Navegando Publicações, 2019. p. 5–17.

ANTUNES, R. Coronavírus: o trabalho sob fogo cruzado. 1.ed. São Paulo: Boitempo, 2020.

CHAGAS, E. F. A determinação dupla do trabalho em Marx: trabalho concreto e trabalho abstrato. Disponível em: <https://marxismo21.org/wp-content/uploads/2012/08/A-determinação-dupla...-Ed.-Chagas.pdf>. Acesso em: 11 abr. 2019.

CHESNAIS, F. A mundialização do capital. São Paulo: Xamã, 1996.

COSTA, M. D. H. Os serviços sociais na contemporaneidade: notas sobre o trabalho nos serviços. In: MOTA, A. E. (org.). A Nova Fábrica de Consensos. São Paulo, Cortez, 1998, p. 97–114.

GRANEMANN, S. Processos de trabalho e Serviço Social. In: CFESS-ABEPSS-CEAD/UNB. Reprodução Social, Trabalho e Serviço Social. Módulo I. Capacitação em Serviço Social e Política Social. Brasília: CEAD, 1999. p. 153–166.

HIRANO, S. Política e economia como formas de dominação o trabalho intelectual em Marx. Tempo Social. Revista de Sociologia. v. 13. n. 2. São Paulo: USP, novembro de 2001, p. 01–20.

IAMAMOTO. M. V. Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional.6. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

IAMAMOTO. M. V. Serviço Social em tempo do capital fetiche. Capital financeiro, trabalho e questão social. São Paulo: Cortez, 2007. (cap. IV).

LUKÁCS, G. A reprodução. In: Para uma ontologia do ser social II. São Paulo: Boitempo, 2013. p. 159–201.

MACIEL, F. C. C. Política de educação e o ensino superior a distância: início de uma problematização sobre a formação em Serviço social. In: Tópicos em Políticas e Serviço Social. v. 1. Belo Horizonte: Editora Poisson, 2019, p. 150–159.

MARX, K. Contribuição a crítica da Economia Política. Tradução e introdução de Florestan Fernandes, 2. ed. São Paulo, Expressão Popular, 2008.

MARX, K. O Manifesto Comunista. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

MEC/INEP. Censo da Educação Superior Brasileira. Relatórios Técnicos. Resumo Técnico 2018. Brasília, 2018. Disponível em: <http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2019/censo_da_educacao_superior_2018-notas_estatisticas.pdf>. Acesso em: 08 out. 2019.

MÉSZÁROS, I. A educação para além do capital. Tradução de Isa Tavares. 2. ed. São Paulo: Boitempo, 2008.

MOTA, A. E. e AMARAL, A. S. Reestruturação do Capital, fragmentação do trabalho e Serviço Social. In: A Nova Fábrica de Consensos. São Paulo: Cortez, 1998. p. 23–44.

NETTO, J. P. Capitalismo Monopolista e Serviço Social. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

ORTIZ, F. G. Serviço Social e Ética: a constituição de uma imagem social renovada. In: Ética e direitos: ensaios críticos. Coletânea nova de Serviço Social. 2. ed. São Paulo: Lúmen Júris, 2010.

PONTES, R. N. Mediação e Serviço Social. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1997.

PONTES, R. N. Mediação: categoria fundamental para o trabalho do assistente social. In: Capacitação em Serviço Social e Políticas Sociais: Módulo 4: O Trabalho do assistente social e as políticas sociais. Brasília: CEAD, 2000.

RUBIN, I. A Teoria Marxista do Valor. São Paulo: Polis, 1987.

TOLEDO, Luiz Fernando. Só 8 grupos concentram 27,8% das matrículas do ensino superior. O Estado de São Paulo, 08 de junho de 2016. Disponível em: <https://educacao.estadao.com.br/noticias/geral,apenas-8-grupos-privados-concentram-27-8-das-matriculas-do-ensino-superior,10000055857https://educacao.estadao.com.br/noticias/geral,apenas-8-grupos-privados-concentram-27-8-das-matriculas-do-ensino-superior,10000055857>. Acesso em: 08 out. 2019.

TUMOLO, P. S. As metamorfoses do mundo do trabalho: revisão de algumas linhas de análise. In: Educação & Sociedade, ano XVIII, n. 59, 1997.

Publicado
2020-08-07
Seção
Artigos