Crise do capital e os impactos no Serviço Social: a realidade dos/as Assistentes Sociais em Parintins- Amazonas ( Capital crisis and impacts on Social Work: the reality of Social Workers in Parintins-Amazonas)

Palavras-chave: Crise do capital, Serviço social, Condições de trabalho, Parintins

Resumo

O artigo analisa alguns impactos da crise capitalista em curso na profissão de Serviço Social situando-a na divisão social e técnica do trabalho. Particulariza o debate na realidade dos/as Assistentes Sociais que atuam no município de Parintins, estado do Amazonas. O conteúdo pauta-se em revisão bibliográfica e em pesquisa documental a qual foi realizada em oito Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC de Serviço Social dos últimos cinco anos, apresentados à Universidade Federal do Amazonas – UFAM, campus Parintins. A análise desvela o mercado de trabalho, os espaços sócio-ocupacionais, as condições e demandas institucionais (im)postas aos/às Assistentes Sociais, as limitações e desafios que os/as profissionais encontram na realização desuas ações, além das tendências no sentido de posicionamento contrário ao sistema vigente, o que requer organização e movimentação coletiva da classe trabalhadora em tempos sombrios e de crise do capital.

Biografia do Autor

Patrício Azevedo Ribeiro, Universidade Federal do Amazonas
Assistente Social. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Federal do Pará (PPGSS/UFPA). Bolsista do Programa PROPG/CAPES/FAPEAM. Mestre em Serviço Social e Sustentabilidade na Amazônia pela Universidade Federal do Amazonas (PPGSS/UFAM). Professor do Curso de Serviço Social do Instituto de Ciências Sociais Educação e Zootecnia (ICSEZ) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), campus Parintins.

Referências

BEHRING, E. R. Brasil em contra-reforma: desestruturação do Estado e perda de

direitos. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

BEHRING, E. R. Rotação do capital e crise: fundamentos para compreender o fundo

público e a política social. In: SALVADOR, E. et al .(Org.). Financeirização, fundo

público e política social. São Paulo: Cortez, 2012. p. 153-179.

BEHRING, E. R; BOSCHETTI, I. Política Social: Fundamentos e História. 3. ed. São

Paulo: Cortez, 2007.

BOSCHETTI, I. Condições de trabalho e a luta dos(as) assistentes sociais pela

jornada semanal de 30 horas. Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 107, p. 557-584,

jul./set. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sssoc/n107/10.pdf. Acesso em:

mai. 2013.

CHAGAS, Y. A. O assistente social: um estudo sobre as condições de trabalho nas

áreas da saúde e assistência social em Parintins/AM. 2013. Trabalho de Conclusão

de Curso (Bacharelado em Serviço Social) – Universidade Federal do Amazonas,

Parintins, 2013.

CHESNAIS, F. A mundialização do capital. São Paulo: Xamã, 1996.

COSTA, A. M. C. A atuação do serviço social na área da saúde nas várzeas de

Parintins/AM. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Serviço

Social) – Universidade Federal do Amazonas, Parintins, 2016.

FORTI, V.; GUERRA, Y. Na prática a teoria é outra? In:_____(Org.) Serviço Social:

Temas, Textos e Contextos. Coletânea Nova de Serviço Social. Rio de Janeiro:

Lumen Júris Editora, 2009.

GUERRA, Y. A formação profissional frente aos desafios da intervenção e das atuais

configurações do ensino público, privado e a distância. Serv. Soc. Soc., São Paulo,

n. 104, p. 715-736, out./dez. 2010. Disponível em:

http://www.scielo.br/pdf/sssoc/n104/08.pdf. Acesso em: 03 nov. 2018.

GUERRA, Y. O serviço social frente a crise contemporânea: demandas e

perspectivas. 2005. Disponível em: http://www.ts.ucr.ac.cr/binarios/pela/pl-

pdf. Acesso em: 29 out. 2018.

GUERRA, Y. O conhecimento crítico na reconstrução das demandas profissionais

contemporâneas. In: BAPTISTA, M. V.; BATTINI, O. (Org.). A prática profissional

do assistente social: teoria, ação, construção de conhecimento. São Paulo: Veras

Editora, 2009.

GUERRA, Y. et al. Atribuições, competências, demandas e requisições: o trabalho

do assistente social em debate. In: XV Encontro Nacional de Pesquisadores em

Serviço Social. 2016. Ribeirão Preto - SP. Anais online [...]. Ribeirão Preto:

ABEPSS, 2016. p. 1-14. Disponível em:

http://www.abepss.org.br/arquivos/anexos/guerra-e-outros-

pdf. Acesso em: 29 out. 2018.

GUIMARÃES, R. B. A Precarização do Trabalho do Assistente Social: estudo nos

espaços sócio-ocupacionais público e privado em Parintins/AM. 2019. Dissertação

(Mestrado em Serviço Social e Sustentabilidade na Amazônia) – Universidade Federal

do Amazonas, Manaus, 2019.

HARVEY, D. A Condição pós-moderna. 7. ed. São Paulo: Loyola, 1998.

IAMAMOTO, M. V.; CARVALHO, R. Relações sociais e Serviço Social no Brasil.

ed. São Paulo: Cortez, 1986.

IAMAMOTO, M. V. Os espaços sócio-ocupacionais do assistente social. In: CFESS/

ABEPSS (Org.). Serviço Social: Direitos Sociais e Competência Profissionais.

Brasilia: CFESS/ABEPSS/CEAD, 2009. Disponível em:

http://www.abepss.org.br/arquivos/anexos/iamamoto-201804131241048556780.pdf.

Acesso em: 29 out. 2018.

IBGE. Censo Demográfico 2010. Disponível em:

http://www.ibge.gov.br/estadosat/perfil.php?sigla=am. Acesso em: 12 mar. 2013.

LOPES, J. B. 50 anos do movimento de reconceituação do serviço social na América

Latina: a construção da alternativa crítica e a resistência contra o atual avanço do

conservadorismo. R. Pol. Públ., São Luís, v. 20, n 1, p 237-252, jan./jun. 2016.

Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rppublica/article/

view/5054. Acesso em: 10 dez. 2018.

MARX, K. O capital: crítica da economia política. Livro I: o processo de produção do

capital. Tradução Rubens Enderle. 2. ed. São Paulo: Boitempo, 2017.

MARX, K.; ENGELS, F. A Ideologia Alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.

MÉSZÁROS, István. Para além do Capital: rumo a uma teoria da transição. 1. ed.

revista. São Paulo: Boitempo, 2011a.

MÉSZÁROS, István. A crise estrutural do capital. 2. ed. São Paulo: Boitempo,

b.

NASCIMENTO, J. da S. Entre o conservadorismo e a perspectiva crítica: as

vertentes teóricas das assistentes sociais no município de Parintins-AM. 2018.

Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Serviço Social) – Universidade

Federal do Amazonas, Parintins, 2018.

NETTO, J. P. Capitalismo Monopolista e Serviço Social. São Paulo: Cortez,

a.

NETTO, J. P. Transformações societárias e Serviço Social. Serv. Soc. Soc., São

Paulo, ano XVII, n. 50, 1996b.

NOGUEIRA, Wilson. Festas Amazônicas: boi-bumbá, ciranda e sairé. Manaus:

Valer, 2006.

PIRES, M. J. de S. Condições de trabalho e desafios da prática profissional de

assistentes sociais da coordenadoria regional de educação de Parintins CREP/

SEDUC. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Serviço Social) –

Universidade Federal do Amazonas, Parintins, 2018.

PONTES, T. de S. Limites e Possibilidades da Prática Profissional do

Assistente Social no Centro de Referência da Assistência Social- CRAS/Paulo

Corrêa no Município de Parintins. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso

(Bacharelado em Serviço Social) – Universidade Federal do Amazonas, Parintins,

RIBEIRO, D. P. Desafios da efetivação do projeto ético-político no campo

sociojurídico: olhares sobre a atuação profissional em Parintins-AM. 2014.

Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Serviço Social) – Universidade

Federal do Amazonas, Parintins, 2014.

SALVADOR, E. Fundo público e Seguridade Social no Brasil. São Paulo: Cortez,

SANTOS. J. S. Neoconservadorismo pós-moderno e serviço social brasileiro.

São Paulo: Cortez, 2007.

SANTOS. J. S. Questão Social: particularidades no Brasil. São Paulo: Cortez, 2012.

SANTOS, C. M. Na Prática a teoria é outra? Mitos e dilemas na relação entre

teoria, prática, instrumentos e técnicas no Serviço Social. 3. ed. Rio de Janeiro:

Lumen Juris editora, 2013.

SILVA, A. L. da. “A viagem de volta”: pesquisa e produção de conhecimento no

trabalho profissional do assistente social. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso

(Bacharelado em Serviço Social) – Universidade Federal do Amazonas, Parintins,

VIANA, B. B. Entre o prazer e o sofrimento: um estudo sobre as condições de

trabalho do assistente social em Parintins/AM e as implicações sobre a subjetividade

do profissional e o direcionamento de suas ações. 2016. Trabalho de Conclusão de

Curso (Bacharelado em Serviço Social) – Universidade Federal do Amazonas,

Parintins, 2016.

Publicado
2020-05-08
Como Citar
RibeiroP. A. (2020). Crise do capital e os impactos no Serviço Social: a realidade dos/as Assistentes Sociais em Parintins- Amazonas ( Capital crisis and impacts on Social Work: the reality of Social Workers in Parintins-Amazonas). Emancipação, 20, 1-19. https://doi.org/10.5212/Emancipacao.v.20.2014214.009
Seção
Artigos