Identidade do morador de rua: uma construção a partir do olhar do outro. Percepções de usuários atendidos pelo centro de referência para população de rua (Street resident identity: a construction from the look of the other. Perceptions of users ...)

Palavras-chave: Morador de rua. Representação social. Capitalismo. Construção de identidade.

Resumo

Algumas representações sociais podem ser comparadas a crenças e mitos da sociedade, compreendendo conceitos, interpretações e suposições construídas historicamente e difundidas por meio das relações sociais do dia a dia. Tais representações influenciam a organização social e, consequentemente, suas relações, além de propagar o conhecimento e interferir na construção de identidade dos sujeitos. Assim, este estudo explorou a relação das representações sociais pejorativas que tipificam os moradores de rua e os processos de construção de suas identidades. Apresenta, ainda, a concepção histórica do morador de rua, um sujeito presente em todas as sociedades, mas que com a inserção do sistema capitalista de produção, passa a ser mais visível e compreendida como um “problema social”. Neste trabalho, foi utilizada a metodologia de pesquisa qualitativa, através do trabalho de campo, com aplicação de uma entrevista semiestruturada a sujeitos atendidos pelo Centro de Referência Especializado para População de Rua - Centro POP dacidade de Lages - SC. Para análise e interpretação dos dados obtidos, adotou-se categorização e análise de discurso. Concluiu-se que as representações sociais são fortemente absorvidas pelos próprios sujeitos em situação de rua, interferindo diretamente em sua identidade, bem como interferindo na forma com que se relacionam na sociedade.

Biografia do Autor

Laurita Vilma Spricigo
Pós graduada em Neuropsicopedagogia pela Uniasselvi (2017) e Psicologa pelo Centro Universitário Unifacvest (2016). E-mail: lauritaspricigo.psi@gmail.com.  

Referências

ALMEIDA, A. C. Morador de rua: da questão social para a questão midiática. Belém: Puçá- Revista de Comunicação e Cultura na Amazônia, v. 1, n1. pp. 77-102, jan./jun. 2011. Disponível em: http://revistaadmmade.estacio.br/index.php/puca/article/view/95/92. Acesso em: 28 out. 2015.

ANDRADE, M. A. A. A Identidade como Representação e a Representação como Identidade. In: MORREIRA, A. S. P. (Org.). Estudos Interdisciplinares de Representação Social. 2. ed. Goiânia: AB, 2000. pp. 141- 150.

BRASIL. Pesquisa Nacional sobre a População em Situação de Rua. Brasília: MDS, 2008a. Disponível em: http://mds.gov.br/acesso-a-informacao/perguntas-frequentes/assistencia-social/pse-protecao-social-especial/centro-pop/populacao-de-rua-institucional. Acesso em: 19 out. 2015.

BRASIL. Decreto nº 7.053, de 23 de dezembro de 2009. Institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/decreto/d7053.htm. Acesso em: 20 fev. 202

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução 196/96 sobre pesquisa envolvendo seres humanos. Bioética. V. 4. Nº2, pp. 15-25. Suplemento, 1996.

BRASIL. Secretaria Nacional de Renda e Cidadania e Secretaria Nacional de Assistência Social. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS. Orientações Técnicas: Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua – Centro Pop SUAS e População em Situação de Rua. Volume 3. Brasília: Gráfica e Editora Brasil LTDA, 2011. Disponível em: http://www.mds.gov.br/webarquivos/publicacao/assistencia_social/Cadernos/orientacoes_centro_pop.pdf. Acesso em: 14 nov. 2015.

CARNEIRO, N. J. Serviços de Saúde e População de Rua: Contribuição para um debate. SÃO PAULO: [S.N.], 1998. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-12901998000200005&script=sci_arttext. Acesso em: 28 out. 2015.

CIAMPA, A. C. Identidade. In: LANE, S.T.M.; CODO, W. (Orgs.). Psicologia Social: o homem em movimento. São Paulo: Brasiliense, 2012. pp.58-75.

COMPARATO, F. K. Capitalismo: civilização e poder. São Paulo: Estud. av., v. 25, n. 72, pp. 251-276, Aug. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142011000200020&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 12 nov. 2015.

COREGNATO, R. C. A.; MUTTI, R. Pesquisa Qualitativa: análise de discurso versus análise de conteúdo. Florianópolis: Texto Contexto Enferm, 15(4): 679-84, Out-Dez 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v15n4/v15n4a17. Acesso em: 18 dez. 2015.

DELFAUD, P. As Teorias Econômicas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1987.

DOHMS, K. M. Níveis de Mal/Bem-Estar Docente, de Autoimagem e Autoestima e de Autorrealização de Docentes de uma Escola Tradicional de Porto Alegre. Porto Alegre, 2011. Disponível em: http://tede2.pucrs.br/tede2/bitstream/tede/3694/1/434468.pdf. Acesso em: 01 out. 2015.

DUARTE, R. Pesquisa Qualitativa: reflexões sobre o trabalho de campo. Rio de Janeiro: Cadernos de Pesquisa, n. 115, pp. 139-154, 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/n115/a05n115. Acesso em: 14 nov. 2015.

FIGUEREDO, J.G. Desigualdade Social e Capitalismo: os limites da igualdade sob a ordem burguesa. Maranhão: [s.n.], 2013. Disponível em: http://www.joinpp.ufma.br/jornadas/joinpp2013/JornadaEixo2013/anais-eixo4-desigualdadessociaisepoliticaspublicas/desigualdadesocialecapitalismo-oslimitesdaigualdadesobaordemburguesa.pdf. Acesso em: 25 out. 2015.

FRAGELLA, S. M. Moradores de rua na cidade de São Paulo: vulnerabilidade e resistência corporal ante as intervenções urbanas. São Paulo: cadernos Metrópole, n. 13, pp. 199-228, 1º sem. 2005. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/metropole/article/view/8804. Acesso em: 25 out. 2015

FRANCISCO, W. C. E. População em situação de rua. Brasil Escola. Disponível em: http://www.brasilescola.com/brasil/populacao-situacao-rua.htm. Acesso em: 28 out. 2015.

GHIRARDI, M. I. G. Vida na rua e cooperativismo: transitando pela produção de valores. São Paulo, SP: Interface- Comunic., Saúde, Educ., v.9, n.18, pp. 601-10, set/dez 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-32832005000300014&script=sci_arttext. Acesso em: 27 out. 2015.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 5.ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GOLDENSTEIN, G. T. Trabalho e dominação no capitalismo monopolista: um esboço de sistematização. Rio de Janeiro: Rev. Adm. Emp., v.26, n.4, pp. 5-17, out/dez 1986. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-75901986000400001&script=sci_arttext. Acesso em: 25 ago. 2015.

GOMES- FILHO, J. Identidade, discurso e poder do morador de rua: a construção de uma utopia através do jornal “Aurora da rua”. In: Encontro em Análise do Discurso: fundamentos epistemológicos e abordagens metodológicas. Anais do Evento IV Encontro em Análise do Discurso. Araraquara, 2013 (Brasil). – Documento eletrônico. - Araraquara: FCL - UNESP, 2013. Disponível em: http://www.fclar.unesp.br/Home/Pos-Graduacao/StrictoSensu/LinguisticaeLinguaPortuguesa/anais-iv-ead.pdf. Acesso em: 25 set. 2015.

GONZÁLEZ REY, F. L. Pesquisa qualitativa em Psicologia: caminhos e desafios. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2005.

MARTINS, M. P. Como os moradores de rua percebem a si mesmos? Juiz de Fora:[s.n.] 2006. Disponível em: http://www.cesjf.br/revistas/cesrevista/edicoes/2006/moradores_de_rua_percebem.pdf. Acesso em: 16 out. 2015.

MAHEIRIE, K. Constituição do Sujeito, Subjetividade e Identidade. São Paulo: Interações, v. 7, n. 13, p. 31-44, jan-jun 2002. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/inter/v7n13/v7n13a03.pdf. Acesso em: 05 nov. 2015.

MATTOS, R. M & FERREIRA, R. F. Quem vocês pensam que (elas) são? Representações sobre as pessoas em situação de rua. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-71822004000200007&script=sci_arttext. Acesso em: 29 set. 2015.

MINAYO, M. C. S. O Desafio do Conhecimento: uma pesquisa qualitativa em saúde. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 1994.

MINAYO, M. C. de S. (org.); DESLANDES, S. F.; CRUZ NETO, O.; GOMES, R. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 32. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

MICHEL, M.H. Metodologia e Pesquisa Cientifica em Ciências Sociais. São Paulo: Atlas, 2005.

MOLLO, K.G. Universalidade e particularidade de Campinas no atendimento socioassistencial às crianças e adolescentes em situação de rua: entre assistência e repressão. Piracicaba, SP: [s.n.], 2013. Disponível em: http://www.unimep.br/phpg/bibdig/pdfs/docs/17092013_145218_karina.pdf. Acesso em: 02 nov. 2015.

NOGUEIRA-MARTINS, M.C.F. Considerações sobre a metodologia qualitativa como recurso para o estudo das ações de humanização em saúde. São Paulo: Saúde e Sociedade v.13, n.3, pp.44-57, set-dez 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v13n3/06.pdf. Acesso em: 14 nov. 2015.

ORLANDI, E. P. Análise de Discurso: princípios & procedimentos. 8. ed. Campinas: Pontes, 2009.

PRATES, J. C.; PRATES F. C.; MACHADO, S. Populações em situação de rua: os processos de exclusão e inclusão precária vivenciados por esse segmento. Brasília: Temporalis, 2011. n.22, p.191-215, jul./dez. 2011. Disponível em: dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/4054460.pdf. Acesso em: 02 out. 2015.

PEREIRA, V. S. Expressões da questão social no brasil e população de rua: notas para uma reflexão. Juiz de Fora: Libertas, v.4, n.1, p. 179 - 205, jul-dez / 2009. Disponível em: http://libertas.ufjf.emnuvens.com.br/libertas/article/view/1859/1308. Acesso em: 30 out. 2015.

SANTOS, M. F. S. Representação social e identidade. In: MORREIRA, A. S. P. (org). Estudos Interdisciplinares de Representação Social. 2. ed. Goiânia: AB, 2000.

STREY, M.N. et al. Psicologia Social Contemporânea: livro-texto. 9. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005.

SILVA, F. G. Subjetividade, Individualidade, Personalidade e Identidade: Concepções a Partir da Psicologia Histórico-cultural. São Paulo: Psic. da Ed.,2009, pp. 169-195. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-69752009000100010. Acesso em: 01 nov. 2015.

SCHUCH, P. et al. A Rua em Movimento: debates acerca da população adulta em situação de rua na cidade de Porto Alegre. Belo Horizonte/MG: Didática Editora do Brasil, 2012. Disponível em: http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/fasc/usu_doc/a_rua_em_movimento.pdf. Acesso em: 20 out. 2015.

Publicado
2021-04-20
Como Citar
Spricigo, L. V. (2021). Identidade do morador de rua: uma construção a partir do olhar do outro. Percepções de usuários atendidos pelo centro de referência para população de rua (Street resident identity: a construction from the look of the other. Perceptions of users .). Emancipação, 21, 1-14. https://doi.org/10.5212/Emancipacao.v.21.2113775.010
Seção
Artigos