Trade Unions and the Belo Horizonte Bank Workers Union Strike: Obstacles and Motivating Factors to the Movement for the Constitution of Class Consciousness (Sindicatos e a Greve Sindical dos Bancários de Belo Horizonte: Obstáculos ePotencialidades ao ...)

Palavras-chave: Social Classes, Class Consciousness, Trade Union

Resumo

Nesse artigo, são discutidas a consciência de classe necessária e contingente e a organização sindical enquanto uma prática obstaculizadora e potencializadora do movimento concreto da constituição da consciência da tarefa histórica dos trabalhadores. Foi realizado um estudo com trabalhadores bancários durante as greves de 2013 e 2014. Entrevistas, observações sistemáticas e análise documental oportunizaram a formação do corpus empírico que dá sustentação às generalizações analíticas efetuadas. As entrevistas, por sua vez, foram realizadas com membros do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, sendo efetivadas até o ponto de saturação. Os condicionantes que obstaculizam o movimento de consciência de classe da classe trabalhadora quanto carregam em si a potencialidade de crítica e negação da forma com que o trabalho consente ao capital podem ser descritos em cinco grandes conjuntos a serem expostos e debatidos no texto. Essas determinações passam pela estrutura sindical, burocratização, técnicas de gestão de pessoas, a simulação grevista e as insatisfatórias conquistas efetivadas frente as reais demandas da classe.

Biografia do Autor

Henrique Leão Coelho, Universidade Federal de Minas Gerais
Doutorando e mestre na linha de Estudos Organizacionais, Trabalho e Sociedade em Administração pela Faculdade de Ciências Econômicas (FACE) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Bacharel e Licenciado em Ciências Sociais pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FAFICH) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).  rickcoelholda@hotmail.com
Deise Luiza da Silva Ferraz, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
Doutora, Mestra e Bacharela em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com um período de estágio-doutoral no Centro de Investigação em Sociologia Econômica e das Organizações (SOCIUS) do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa. Professora Adjunta no Departamento de Ciências Administrativas e Professora Permanente do Centro de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (Cepead) da Faculdade de Ciências Econômicas (FACE) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). deiseluiza@face.ufmg.br

Referências

ALVES, G. Do “Novo Sindicalismo” á “Concertação Social”. Ascensão ( e Crise) do Sindicalismo Brasileiro. Revista de Sociologia e Política, n. 15, p. 111-124, 2000. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-44782000000200008&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 10 ago. 2020.

ALVES, G. O novo (e precário) mundo do trabalho: reestruturação produtiva e crise do sindicalismo. São Paulo: Boitempo, 2005.

ANTUNES, R. O Que é Sindicalismo. São Paulo: Col. Primeiros Passos, 1985

ANTUNES, R. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e negação do trabalho. São Paulo: Boitempo, 1999.

BOITO JUNIOR, A. Vargas e a herança populista. Revista Politéia, história e sociedade, v. 3, n. 1, p. 29-37, 2003. Disponível em: http://periodicos2.uesb.br/index.php/politeia/issue/view/297 Acesso em: 07 ago. 2020

BOITO JUNIOR, A. O Governo Lula e a reforma do neoliberalismo. Revista da adusp, v.34, p. 6-11, 2005. Disponível em: https://www.adusp.org.br/files/revistas/34/r34a01.pdf Acesso em: 07 ago. 2020

BOITO JUNIOR, A.; MARCELINO, P. O sindicalismo deixou a crise para trás? Um novo ciclo de greves na década de 2000. Caderno CRH, v. 23, n. 59, p. 323-338, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-49792010000200008&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 10 ago. 2020.

Carta de Princípios do Partido dos Trabalhadores. Disponível em: http://cspconlutas.org.br/ Acesso em: 02 jul. 2020

Congresso Nacional da CUT, 1997, CONCUT 6. Disponível em: https://admin.cut.org.br/system/uploads/document/22b90162e8b90717a31a2988d7c23840/file/6-congresso-nacional-da-cut-6-concut-13-a-17-08-1997.pdf Acesso em: 05 ago. 2020

FARIA, J. H. de. Tecnologia, processo e organização do trabalho. RAUSP, v. 21, p. 56-61, 1986. Disponível em: http://200.232.30.99/busca/artigo.asp?num_artigo=684 Acesso em: 10 ago. 2020

IASI, M. L. As Metamorfoses da Consciência de Classe: o PT enre a negação e o consentimento. São Paulo: Expressão Popular, 2006.

IASI, M. L. Educação e consciência de classe: desafios estratégicos. Pesperctiva, v. 31, p. 67-83, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/issue/view/2042 Acesso em: 07 ago. 2020

MARX, K.; ENGELS, F. A Ideologia Alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.

MARX, K. Sindicalismo. São Paulo: Ched Editorial, 1980

MARX, K. Salário, preço e lucro. Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/marx/1865/salario/index.htm Acesso em: 07 ago. 2020

MARX, K. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2004.

MÉSZÁROS, I. Consciência de classe necessária e consciência de classe contingente. In: Filosogia, ideologia e ciência social. São Paulo: Boitempo editorial, 2008.

NORONHA, E. Ciclo de Greves, transição política e estabilização: Brasil, 1978-2007. Lua Nova, n.9, p. 119-168, 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-64452009000100005&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 07 ago. 2020

SANTANA, M. A. Entre a ruptura e a continuidade: visões da história do movimento sindical brasileiro. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 14, n. 41, s/p, 1999. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69091999000300007 Acesso em: 05 ago. 2020

SANTOS, J. A. F. A teoria e a tipologia de classe neomarxista de Erik Olin Wright. Dados [online], v. 41, n.2, p. 377-410 (versão impressa), SciELO (s/p) 1998. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0011-52581998000200004&lng=pt&tlng=pt Acesso em: 07 ago. 2020

Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e Região. Disponível em: https://bancariosbh.org.br/ Acesso em: 05 ago. 2020

WRIGT, E. O. Class and Occupation. Theory and Society. v. 9, p. 177-214, 1980. Disponível em: https://www.aacademica.org/erik.olin.wright/53.pdf Acesso em: 05 ago. 2020.

Publicado
2020-09-11
Seção
Artigos