A CONSOLIDAÇÃO DA IDENTIDADE DA UNIVERSIDADE ABERTA PARA A TERCEIRA IDADE NA COMUNIDADE DE PONTA GROSSA: DE PROJETO EXTENSIONISTA À OBRIGAÇÃO LEGAL

Resumo

No prelúdio de três décadas de existência, a Universidade Aberta à Terceira Idade da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UATI/UEPG) construiu uma verdadeira estrutura de apoio à educação da comunidade idosa de Ponta Grossa e se estabeleceu como referência para a concretização dos valores sociais diante da terceira idade. Com base em um enfoque epistemológico funcionalista, através da pesquisa descritiva e documental, levantaram-se dados capazes de selecionar um conjunto de características que a distinguem e por meio das quais é possível individualizá-la, como se dividem seus alunos diante de sua idade, sexo, ocupação, escolaridade e estado civil, e, com base numa pesquisa bibliográfica, relatar-se-á a conjuntura histórica que estruturou a formação das universidades abertas da terceira idade e a importância para a disposição organizacional na criação da primeira estrutura do gênero no Estado do Paraná.

Biografia do Autor

Everson Manjinski, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG

Professor e Aluno de Doutorado da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Ponta Grossa - PR, Brasil. 

Flávia da Silva Oliveira, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG

Professora da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Ponta Grossa - PR, Brasil. Aluna de Doutorado da Pontifícia Universidad Católica Argentina (UCA), Buenos Aires, Argentina.

Publicado
2021-09-28