EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA COM DANÇAS CIRCULARES: REFLEXÕES NA PRÁTICA PROFISSIONAL DE EDUCADORAS

Resumo

Este artigo apresenta resultados de uma pesquisa realizada no âmbito do Projeto de Extensão Pampa Circular - Danças Circulares no Pampa, desenvolvido na Universidade Federal do Pampa, com o objetivo de verificar se a vivência de danças circulares traz contribuições para a prática profissional de educadoras. Os dados foram produzidos a partir de falas e/ou escritas de dez educadoras-participantes e apreciados por Análise Textual Discursiva em diálogo com teóricos que destacam potencialidades das danças circulares na Educação. Da análise emergiram duas grandes categorias: aspectos do sentir, evidenciados em unidades de sentido como tranquilidade, alegria, criatividade e integração; e aspectos do agir, nos quais esses sentimentos são transpostos para a vida pessoal e para as ações desempenhadas nos seus ambientes de trabalho. As educadoras veem possibilidades de levar as danças circulares para as práticas que desenvolvem com o propósito de estimular o movimento, cultivar a sensibilidade e integrar a comunidade escolar.

Biografia do Autor

Diana Paula Salomão de Freitas, Universidade Federal de Pelotas - UFPel
Professora da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas – RS, Brasil. Doutorado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde.
Claudia Laus Angelo, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA
Professora da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Bagé – RS, Brasil. Doutorado em Educação Matemática. 
Lucas Freitas de Oliveira
Licenciado em Matemática. Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Bagé – RS, Brasil.
Publicado
2021-07-12