FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO INFANTIL: A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA COMO ESPAÇO DE DIÁLOGO E EXPERIÊNCIAS

Resumo

O presente texto discute a importância da extensão universitária para o aprofundamento da formação docente e a propagação e ampliação de conhecimentos acadêmicos. A interlocução entre a Universidade e as instituições de Educação Básica, prerrogativa na articulação entre teoria e prática, torna-se realidade na medida em que se criam espaços que possibilitam o diálogo e a troca de experiências entre sujeitos em formação e aqueles inseridos no cotidiano escolar. Apresentam-se os resultados do projeto de extensão “A primeira infância e as práticas pedagógicas: entre o pensar e o fazer”, como uma iniciativa que favorece um aprofundamento na formação de professores. Toma-se como base as contribuições de Castro (2004), Rocha e Ostetto (2012), Dalmolin e Vieira (2015), entre outras. As avaliações dos participantes do projeto de extensão evidenciaram a importância desta formação tanto para acadêmicos quanto para professores da rede pública de ensino, apontando a necessidade de continuidade na proposta.

Biografia do Autor

Daiana Camargo, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG
Professora da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Ponta Grossa - PR, Brasil. Doutorado em Ciencias de la Educación.  
Marilúcia Antonia de Resende Peroza, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG
Professora da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Ponta Grossa - PR, Brasil. Doutorado em Educação.
Publicado
2021-06-10