IMPLANTAÇÃO DE UM CENTRO DE REFERÊNCIA EM PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NO VALE DO SÃO FRANCISCO: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Resumo

Este artigo tem como objetivo relatar a experiência da implantação de um Centro de Referência em Práticas Integrativas e Complementares no Vale do São Francisco (CERPICS) que atua de forma indissociável com a pesquisa-ensino-extensão. Foram atendidas mais de 450 pessoas, com cerca de 2.500 atendimentos, através do apoio de voluntários. Na formação, foram realizadas atividades para profissionais vinculados ao Sistema Único de Saúde que encaminhavam os usuários aos CERPICS. No âmbito da pesquisa, foi possível traçar um perfil dos usuários, tomando como base dados socioeconômicos de 130 pessoas. A maior parte dos usuários tinha de 41 a 60 anos (60,2%), representando 89,5% de mulheres; 36,1% sem renda fixa ou com apenas 1 salário mínimo (33,8%), e 50,4% dos usuários fazendo uso diário de medicamentos controlados. Desafios no âmbito da assistência, formação e pesquisa perpassam o projeto, mas consideramos importante seguir trabalhando para uma mudança na cultura de cuidado.

Biografia do Autor

Alexandre Franca Barreto, Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF
Professor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), Petrolina - PE, Brasil. Doutorado em Educação.
Rodrigo Gustavo da Silva Carvalho, Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF
Professor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), Petrolina - PE, Brasil. Doutorado em Educação Física.  
Camila Mahara Dias Damasceno, Hospital Universitário da Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF
Enfermeira do Hospital Universitário da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF) e da Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco,  Petrolina - PE, Brasil. Mestrado em Ciências da Saúde e Biológicas
Publicado
2020-08-07