PERCEPÇÕES SOBRE ENVELHECIMENTO HUMANO E QUALIDADE DE VIDA ATRAVÉS DO DISCURSO DE ALUNOS IDOSOS DE UMA UNIVERSIDADE ABERTA PARA A MELHOR IDADE

Resumo

O objetivo deste artigo é compreender as percepções sobre o envelhecimento humano e a qualidade de vida no discurso de idosos que participam do projeto de extensão Universidade Aberta para a Melhor Idade, voltado para a terceira idade, desenvolvido na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, MS. A pesquisa foi desenvolvida com subsídio de um questionário contando com três perguntas relacionadas às percepções que os idosos têm em relação ao projeto de que faziam parte, identificando-se, por meio de seus discursos, uma preocupação em se tornarem mais ativos socialmente, terem melhor qualidade de vida, bem como de cuidar mais de sua saúde física e mental. Conclui-se que os idosos que participaram deste projeto alcançaram uma nova perspectiva em relação ao “ser” individual, valorizando sua independência e autonomia enquanto seres humanos e estabelecendo relações consigo mesmos ao se tornarem objetos de seu próprio conhecimento.

Biografia do Autor

Márcia Maria de Medeiros, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS
Professora da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Dourados - MS, Brasil. Doutorado em Letras.
Regina Maria Lima Carbonaro, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS
Aluna de Graduação da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Dourados - MS, Brasil.
Márcia Regina Martins Alvarenga, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS
Professora da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Dourados - MS, Brasil. Doutorado em Enfermagem.
Aline Nunes Menezes, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS
Aluna de Mestrado da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Dourados - MS, Brasil.
Luiz Alberto Ruiz da Silva, Centro Universitário da Grande Dourados - UNIGRANNet
Professor do Centro Universitário da Grande Dourados (UNIGRANNet), Dourados - MS, Brasil. Mestrado Profissional em Ensino em Saúde.
Publicado
2020-06-24