O IMPACTO DA EXTENSÃO NA FORMAÇÃO DISCENTE, A EXPERIÊNCIA COMO PRÁTICA FORMATIVA: UM ESTUDO NO CONTEXTO DE UM INSTITUTO FEDERAL NO RIO GRANDE DO SUL

Resumo

O Instituto Federal Farroupilha tem como missão promover cursos de educação profissional, científica e tecnológica, pública e gratuita, por meio do ensino, pesquisa e extensão, com foco na formação integral do cidadão e no desenvolvimento sustentável. O presente estudo analisou quais as contribuições/impacto da extensão para a formação acadêmica e profissional dos discentes participantes destas ações no Campus de São Borja, pertencente ao Instituto Federal Farroupilha. A metodologia utilizada caracterizou-se como uma pesquisa qualitativa e quantitativa, sob estudo de caso. Os sujeitos de pesquisa foram alunos participantes de ações de extensão e servidores que atuaram como coordenadores. Os resultados apontaram que estas ações são relevantes e significativas para os alunos, pois auxiliam de forma efeti-va tanto na formação acadêmica, profissional, como também na formação humana e cidadã dos envolvidos. Pode-se observar que a interação e o convívio com o público das comunidades e Institui-ções atendidas proporcionou aos alunos a construção e o aprimoramento de habilidades, crescimento pessoal e profissional, incorporação de novas práticas, trocas de experiências, visão crítica acerca da realidade e das desigualdades, trabalho em equipe, possibilidades de participação em eventos e de produção científica. Concluiu-se que as ações de extensão proporcionam formação e um currículo diferenciado, qualificando o conhecimento científico e popular, promovendo a transformação social.

Biografia do Autor

Laiane Frescura Flores, Instituto Federal Farroupilha - IFFar
Técnica Administrativa em Educação do Instituto Federal Farroupilha (IFFar), São Borja - RS, Brasil.
Débora Teixeira de Mello, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Professora da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria - RS, Brasil. Doutorado em Educação.

Referências

BRASIL. Assembleia Nacional Constituinte. Constituição da República Federativa do Brasil. Atualizada até a Emenda Constitucional n.38, de 12/06/2002. Brasília: Diário Oficial da União, de 05/10/1988.

BRASIL. Lei de criação da Rede Federal de Educação Profissional, Cientifica e Tecnológica. Lei 11.892 de 29 de dezembro de 2008.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2009.

BUARQUE, C. A aventura da universidade. São Paulo: Editora da UNESP; Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1994.

FREIRE, P. Extensão ou Comunicação? São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FORPROEX. Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileira: organização e sistematização; organização: Edison José Corrêa. Coordenação Nacional do FORPROEX. Belo Horizonte: Coopmed, 2007. Disponível América Latina. Buenos Aires: Editorial Miño y Dávila, 2012.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

LARROSA, Jorge Bondía. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Revista Brasileira de Educação nº 19, 2002.

PEREIRA, L. A. C. Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Brasília: Ministério da Educação, 2009. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf3/artigos_ifet_jornal.pdf> Acesso em: 12 nov. 17.

SANTOS, M. P. Contributos da Extensão Universitária brasileira à formação acadêmica docente e discente no século XXI: um debate necessário. Revista Conexão UEPG, v.06, n.1, p.10-15, 2010. Disponível em: http:// www.uepg.br/revistaconexao/revista/edicao06/1.pdf Acesso em: 17.abr. 2019.

SANTANA, M. J. A. In. Universidade Federal da Bahia. Pró-Reitoria de Extensão. UFBA em Campo. 1996 -1998: uma experiência de articulação ensino, pesquisa e sociedade. Salvador: UFBA, 1998.

SARAIVA, J. L. Papel da extensão universitária na formação de estudantes e professores. Brasília Med. v. 44, n. 3, 2007. p. 225-233.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez, 2007.

SILVA, O. da. O que é extensão universitária. Integração: ensino, pesquisa e extensão, São Paulo, v. 3, n. 9, p. 148- 9 de maio 1997.

SÍVERES. A Extensão universitária como um princípio de aprendizagem. Brasília: Liber Livro, 2013.

SCHEIDEMANTEL, S. E. et al. A Importância da Extensão Universitária: o Projeto Construir. In: Congresso Brasileiro de Extensão Universitária, II, 2004, Belo Horizonte. Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária. Belo Horizonte, 2004, p. 1-6.

SOUSA, Ana Luiza Lima. A história da extensão universitária. Campinas: Editora Alínea, 2000.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Editora Vozes, 2002.

Publicado
2020-04-06