PROGRAMA “UEPG ABRAÇA”: UMA PERSPECTIVA INTERDISCIPLINAR SOBRE A SAÚDE MENTAL NA UNIVERSIDADE

Resumo

Este artigo discorre sobre as atividades desenvolvidas pelo serviço de atenção psicossocial Programa “UEPG Abraça”, da Universidade Estadual de Ponta Grossa, e relata a perspectiva da equipe multiprofissional sobre o processo de trabalho. Trata-se de estudo descritivo sobre as atividades do Programa “UEPG Abraça” e relato da equipe sobre a atuação interdisciplinar desempenhada no período entre fevereiro a setembro de 2019. Realizou-se entrevista semiestruturada e análise de conteúdo dos dados coletados. O referido Programa oferece acompanhamento psicossocial à comunidade universitária à luz da interdisciplinaridade. Para tanto, ressaltam-se aspectos importantes, como seguridade ofertada pela rede de profissionais, ganho ao indivíduo atendido e troca de experiências. No entanto, desafios como a alta demanda de trabalho e escassez de tempo para gestão de casos precisam ser superados. Constata-se que o acompanhamento psicossocial realizado por meio de ações interdisciplinares é de extrema importância para os integrantes e principalmente ao manejo da Saúde Mental na Universidade.

Biografia do Autor

Lara Messias Floriano, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG
Professora da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Ponta Grossa - PR, Brasil. Doutorado em Programa Interunidades de Doutoramento em Enfermagem.
Alessandra Rodrigues Martins, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG
Aluna de Mestrado da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Ponta Grossa - PR, Brasil.
Caroline Vezine Brabicoski, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG
Enfermeira do Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais (HURCG), Ponta Grossa - PR, Brasil. 
Amanda Mello Silva Rodrigues, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG
Assistente Social do Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais (HURCG), Ponta Grossa - PR, Brasil. 

Referências

CERCHIARI, E. Saúde mental e qualidade de vida em estudantes universitários. [DOUTORADO]. Campinas: Universidade Estadual de Campinas - Faculdade de Ciências Médicas, 2004.

CONCEIÇÃO, M. et al. Levantamento da situação de saúde mental e uso de ansiolíticos e antidepressivos por acadêmicos do curso gerais. p. 489–496, 2017.

COSTA, K. M. V. et al. Ansiedade Em Universitários Na Área Da Saúde. II Congresso Brasiléiro de Ciências da Saúde, n. 1, p. 10, 2017.

COUTINHO, D. C. M.; SANTOS, R. O trabalho do/da assistente social na Saúde Mental: atribuições privativas e competências profissionais em debate. Revista EDUC, Rio de Janeiro, v. 3, n. 1, p. 93-105, 2016.

DANTAS, N. F.; PASSOS, I. C. F. APOIO MATRICIAL EM SAÚDE MENTAL NO SUS DE BELO HORIZONTE: PERSPECTIVA DOS TRABALHADORES. Trabalho, Educação e Saúde, [s.l.], v. 16, n. 1, p.201-220, 11 dez. 2017. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/1981-7746-sol00097.

DYNIEWICZ, A. M. Metodologia da pesquisa em saúde para iniciantes. 2. ed. São Caetano do Sul (SP): Difusão; 2009.

FERNANDES, T. F. et al. Uso de substâncias psicoativas entre universitários brasileiros: perfil epidemiológico, contextos de uso e limitações metodológicas dos estudos. Cadernos de Saúde Coletiva, v. 25, n. 4, p. 498–507, 2018.

FERRO, L. F.et al. Interdisciplinaridade e intersetorialidade na Estratégia Saúde da Família e no Núcleo de Apoio à Saúde da Família: potencialidades e desafios. O Mundo da Saúde, [s.l.], v. 38, n. 2, p.129-138, 30 jun. 2014. Centro UniversitarioSao Camilo - Sao Paulo. http://dx.doi.org/10.15343/0104-7809.20143802129138.

Fórum Nacional de Pró-reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis – FONAPRACE. Mapeamento da assistência praticada nas IES. 2015

GULLIVER, A. et al. University staff mental health literacy, stigma and their experience of students with mental health problems. Journal Of Further And Higher Education, [s.l.], v. 43, n. 3, p.434-442, 31 ago. 2017.

KWAN, M. Y. et al. Patterns of multiple health risk–behaviours in university students and their association with mental health: application of latent class analysis. Health promotion and chronic disease prevention in Canada: research, policy and practice, v. 36, n. 8, p. 163, 2016.

LANTYER, A. D. S. et al. Ansiedade e Qualidade de Vida entre Estudantes Universitários Ingressantes: Avaliação e Intervenção. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, v. 18, n. 2, p. 4–19, 2018.

LEITE, A. F.; NOGUEIRA, J. A. D. Fatores condicionantes de saúde relacionados ao trabalho de professores universitários da área da saúde: uma revisão integrativa. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v. 42, n. 0, p. 1–15, 2017.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Práticas Integrativas e Complementares (PICS): quais são e para que servem. Ministério da Saúde, 2019. Disponível em: www.saude.gov.br/saude-de-a-z/praticas-integrativas-e-complementares.

MENDES, A. C.et al. Educação em enfermagem de saúde mental e psiquiatria no curso de licenciatura em enfermagem. SMAD Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas (Edição em Português), v. 14, n. 2, p. 73-83, 2018.

NASCIMENTO, M. G. G.et al. O processo de trabalho do enfermeiro na promoção da saúde mental: análise reflexiva. Revista de Enfermagem do Centro-oeste Mineiro, [s.l.], v. 7, p.01-06, 20 dez. 2017. RECOM (Revista de Enfermagem do Centro Oeste Mineiro). http://dx.doi.org/10.19175/recom.v7i0.2097.

NOGUEIRA, M. J.; SEQUEIRA, C. a Saúde Mental Em Estudantes Do Ensino Superior. Relação Com O Género, Nível Socioeconómico E Os Comportamentos De Saúde. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental, v. 5, n. spe5, p. 51–56, 2017.

OLIVEIRA, A. C. B.; MIRANDA, L. Práticas clínicas e o cuidado possível no CAPSi: perspectivas de uma equipe interdisciplinar. Contextos Clínicos, 8(1), 99-112, 2015.

SARACENO, B.; ASIOLI, F.; TOGNONI, G. Manual de Saúde Mental: 3. Ed. São Paulo: editora HUCITEC, 2001.

SILVA, B. P. DA et al. Transtornos mentais comuns e consumo de bebida alcoólica e tabaco entre estudantes de enfermagem de uma universidade pública na Amazônia Ocidental brasileira. SMAD. Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas (Edição em Português), v. 10, n. 2, p. 93, 2015.

STREETER C.C. et al. Treatment of Major Depressive Disorder with Iyengar Yoga and Coherent Breathing: A Randomized Controlled Dosing Study. J Atern Complement Med. 2017 Mar; 23(3):201-207.

TREMBLAY, Dominique et al. Effects of interdisciplinary teamwork on patient-reported experience of cancer care. BMC health services research, v. 17, n. 1, p. 218, 2017.

Publicado
2020-02-27