FORMAÇÃO DE PROFESSORES: RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NO ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA

  • Vanessa Fagundes Siqueira Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA
  • Mara Elisângela Jappe Goi Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA
Palavras-chave: Formação de professores, Resolução de problemas, Metodologia ativa, Ensino de ciências.

Resumo

Neste trabalho, apresenta-se um estudo da metodologia de Resolução de Problemas na formação de professores de Ciências da Natureza, bem como o aprofundamento de seus aspectos pedagógicos e metodológicos, procurando-se entender as fragilidades e potencialidades dos professores ao implementarem a metodologia na Educação Básica. Os dados foram levantados em um curso de extensão universitária na Universidade Federal do Pampa (Unipampa) com 7 professores de Ciências da Natureza em formação inicial e continuada. Para isso, procurou-se analisar e identificar as dificuldades e capacidades dos professores ao implementarem problemas nos contextos escolares. As atividades desenvolvidas no curso e os momentos de cooperação em grupo fizeram com que os docentes refletissem sobre suas práticas e demonstrassem o aprimoramento de outras habilidades importantes para o trabalho docente. Assim, constata-se que o desenvolvimento de metodologias alternativas de ensino, como a Resolução de Problemas, em curso de formação docente contribui para o aperfeiçoamento profissional.

Biografia do Autor

Vanessa Fagundes Siqueira, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA
Graduação. Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Caçapava do Sul - RS, Brasil.
Mara Elisângela Jappe Goi, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA
Professora da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Caçapava do Sul - RS, Brasil. Doutorado em Educação. 

Referências

ABREU, M. C. dos S. Formação Continuada: Uma Reflexão Sobre a Resignação da Prática Docente. 97f. (Dissertação de mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro-RJ, 2006.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BATINGA, V. T. S. A Abordagem de Resolução de Problemas por Professores de Química do Ensino Médio: Um Estudo de Caso Sobre o Conteúdo de Estequiometria. 284f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife-PE, 2010.

BRUNER, J. S. Uma Nova Teoria da Aprendizagem. Rio de Janeiro: Block, 1966.

CARDOSO, C. A. Formação crítico-reflexiva: a relação teoria e prática. Revista Integração: ensino, pesquisa, extensão, ano VIII, n. 30, p. 212-216, 2002. Disponível em: < www.usjt.br/prppg/revista/intrgracao/integracao-30.php. Acesso em: 23 out. 2018.

CLEMENT, L. et al. Resolução de Problemas no ensino de física baseado numa abordagem investigativa, In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 4., Bauru, SP, 2003. Atas... Baurú, 2003, p.1-13. Disponível em: < abrapcnet.org.br/enpec/iv-enpec/orais/ORAL159.pdf> Acesso em: 21 nov. 2018.

COSTA, S. S. C.; MOREIRA, M. A. Resolução de Problemas II: propostas de metodologias didáticas. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v.2, n.1, p. 5-26, 1997.

COSTA, S. S. C.; MOREIRA, M. A. A resolução de problemas como um tipo especial de aprendizagem significativa. Caderno Catarinense de Ensino de Física, Florianópolis, v.18, n.3, p. 263-277, 2001.

DOURADO, L. F. Diretrizes curriculares nacionais para a formação inicial e continuada dos profissionais do magistério da educação básica: concepções e desafios. Educação & Sociedade, Campinas, v.36, n.131, p.299-324, 2015.

ECHEVERRÍA, M. D. P.; POZO, J. I. Aprender a resolver problemas e resolver problemas para aprender. In: POZO, J. I. (Org.). A solução de problemas: aprender a resolver, resolver para aprender. Porto Alegre: ArtMed, p. 13-42, 1998.

FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade: didática e prática de ensino. Revista Interdisciplinaridade, São Paulo, v.1, n. 6, p. 9-17, 2015.

FERRAZ, R, de C, S, N. et al. Saberes e Experiência: Formação de Professores da Rede Pública em Atividades Extensionistas. Revista Conexão, Ponta Grossa, v. 13, n. 3, p. 390-401, 2017.

FONTANA, M. J.; FÁVERO, A. A. Professor reflexivo: uma integração entre teoria e prática. Revista de Educação do IDEAU, Getúlio Vargas, v. 8, n. 17, 2013.

FRISON, M. D. A Produção de Saberes Docentes Articulada à Formação Inicial de Professores de Química: Implicações Teórico-Práticas na Escola de Nível Médio. 310f. Tese (Doutorado em Educação em Ciências) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegue-RS, 2012.

GIL PÉREZ et al. Questionando a didática de R.P.: elaboração de um modelo alternativo. Caderno Catarinense de Ensino de Física, Florianópolis, v.9, n.1, p. 7-19, 1992.

GOI, M. E. J. A Construção do Conhecimento Químico por Estratégias de Resolução de Problemas.151f. Dissertação (Mestrado). Canoas: ULBRA, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Luterana do Brasil, ULBRA, 2004.

GOI, M. E. J. Formação de professores para o desenvolvimento da metodologia de Resolução de Problemas na Educação Básica. 272f. Tese de Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, Porto Alegre, 2014.

LEITÃO, Á.; ALARCÃO, I. Para uma nova cultura profissional: uma abordagem da complexidade na formação inicial de professores do 1º CEB. Revista Portuguesa de Educação, Braga, v. 19, n. 2, p. 51-84, 2006.

LEITE, L.; ESTEVES, E. Trabalho em grupo e Aprendizagem Baseada na Resolução de Problemas: Um estudo com futuros professores de Física e de Química. In: INTERNATIONAL CONFERENCE PBL, 2006, Peru. Actas... Perú: Pontifícia Universidad Católica del Perú, 2006.

LIBÂNEO, J.; PIMENTA, S. Formação de profissionais da educação: visão crítica e perspectiva de mudança. Educação & Sociedade, Campinas, ano XX, n. 68, p. 239-277, 1999.

LOPES, J. Resolução de problemas em Física e Química. Lisboa: Texto Editora, 1994.

NÓVOA, A. (Coord.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

PEDUZZI, L. O. Q. Sobre a resolução de problemas no ensino da Física. Caderno Catarinense de Ensino de Física, Florianópolis, v.14, n.3, p.229-253, 1997.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência: diferentes concepções. Revista Poíesis, Catalão, v.3, n.3 e 4, p.5-24, 2006.

PORLÁN, R.; MATÍN, J. El diário del profesor. Un recurso para la investigación em el aula. 4. ed. Sevilla/ESP: Díada. Colección Investigación y Enseñaza, Serie Práctica, 1994.

POZO, J. I. (Org.). A solução de problemas: aprender a resolver, resolver para aprender. Porto Alegre: Artmed, 1998.

SCHNETZLER, R. P. Como associar ensino com pesquisa na formação inicial e continuada de professores de Ciências? In: ENCONTRO REGIONAL DE ENSINO DE CIÊNCIAS, 2., 1996, Piracicaba. Atas... Piracicaba: UNIMEP, p.18-20, 1996.

SOARES, M. T. C.; PINTO, N. B. Metodologia da resolução de problemas. In: REUNIÃO ANPED, 24., 2001, Caxambu. Anais eletrônicos... Caxambu, 2001. Disponível em: < http://wwwanped.org.br/reunioes/24tp1.htm#gt19> Acesso em: 29 nov. 2018.

SOUZA. R. L. L. Formação continuada dos professores e professoras do município de Barueri: compreendendo para poder atuar. 236f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de São Paulo – USP, São Paulo, 2007.

SOUZA, S. C.; DOURADO, L. Aprendizagem baseada em problemas (ABP): um método de aprendizagem inovador para o ensino educativo. HOLOS, Natal, Ano 31, v. 5, p.182-200, 2015.

TARDIF, M. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários: elementos para uma epistemologia da prática profissional dos professores e suas consequências em relação à formação para o magistério. Revista Brasileira de Educação, Belo Horizonte, n. 13, p. 5-24, 2000.

VALENTE, V. A. et al. Metodologias ativas: das concepções às práticas em distintos níveis de ensino. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 17, n. 52, p. 455-478, 2017.

VASCONCELOS, C. et al. Questionar, investigar e resolver problemas: reconstruindo cenários geológicos. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v.17, n.3, p.709-720, 2012.

VELOSO, C. A Formação Continuada do Professor de Ciências Naturais em Interface com a Prática Docente. 140f. Dissertação (Mestrado em Educação) -

Universidade Federal do Piauí - UFP, Teresina, 2015.

WILSEK, M.; TOSIN, J. Ensinar e aprender ciências no ensino fundamental com atividades investigativas através da resolução de problemas. Dia a Dia e Educação, Curitiba, v. 3, n. 5, 2012.

ZULIANI, S. R. Q. A.; ÂNGELO, A. C. D. A utilização de Metodologias Alternativas: o Método Investigativo e a Aprendizagem de Química. In: NARDI, R. (Org.). Educação em Ciências: da pesquisa à prática docente. São Paulo: Escrituras, 2001. p.69-80.

Publicado
2019-08-09