EXERCÍCIO FÍSICO E GESTAÇÃO: UM ESTUDO DE REVISÃO ACERCA DAS ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS, RECOMENDAÇÕES E BENEFÍCIOS DA PRÁTICA

  • Fernanda Neves de Jesus HU - UEPG
  • Camila Cristina Pinheiro Lemes
  • Nilo Massaru Okuno

Resumo

A influência do exercício físico durante o período gestacional é bastante positiva, mas, para que ocorra de forma segura, é necessário ter o conhecimento de quais são os exercícios mais indicados, de quais são os cuidados a serem tomados além de ser preciso seguir as orientações para a prática. Vários ajustes fisiológicos no corpo da gestante são necessários para que se tenha um ambiente favorável ao crescimento saudável do feto e esses ajustes envolvem todos os sistemas. As gestantes devem ser incentivadas a realizar atividades aeróbias, de resistência muscular e alongamento, porém devem evitar atividades que ofereçam risco de perda de equilíbrio e traumas. Outra prática recomendada está relacionada aos exercícios que facilitam o parto, principalmente os que fortalecem o assoalho pélvico, visto que essa musculatura é de grande importância durante esse processo. Por outro lado, deve-se levar em consideração a existência de contraindicações para a prática de exercícios físicos, dando atenção a possíveis sintomas que a gestante pode apresentar. Apesar dos riscos, por meio de adequada prescrição, hidratação, nutrição, temperatura, entre outros, a prática de exercícios físicos não só pode como deve ser realizada pelas gestantes durante todo o período gestacional. Palavras-chave: gravidez; adaptações fisiológicas; recém-nascido; exercício físico.
Publicado
2021-03-11