A ÉTICA NO USO DE CÉLULAS TRONCO REVISÃO DE LITERATURA

  • Daniele P. Matias Acadêmica Medicina UEPG
  • Amanda A. S. Otake Acadêmica Medicina UEPG
  • Felipe B. Mordhost Acadêmica Medicina UEPG
  • Francielle N. Viechineski Acadêmica Medicina UEPG
  • Jacques M. C. Mantey Acadêmico de Medicina UEPG
  • Rodrigo A. Guimarães Acadêmico de medicina UEPG
  • Gilberto Baroni UEPG http://orcid.org/0000-0002-1448-2181

Resumo

No Brasil, a pesquisa com células-tronco embrionárias é disciplinada pela Lei n.º 11.105, de 24 de março de 2005, conhecida como Lei de Biossegurança. A utilização dessas células ainda acarreta princípios e paradigmas, apesar dos benefícios que a terapia celular pode trazer para a medicina. As grandes questões bioéticas nas pesquisas com as células-tronco recaem sobre o status do embrião humano, ou seja, a partir de que momento no desenvolvimento ele pode ser considerado moralmente uma pessoa. As teorias do surgimento da personalidade do embrião são arbitradas conforme julgamento moral, religioso, biológico ou legal. A dimensão jurídica da utilização dessas células é analisada através das diferentes legislações que regulam a matéria no Brasil e em outros países. As pesquisas com células-tronco embrionárias e células tronco adultas demonstram que existem resultados práticos satisfatórios para fins terapêuticos. Com todo esse desenvolvimento biotecnológico, a bioética ainda não possui respostas para os dilemas dos limites da ciência, porém procura dar suporte para entendê-los.Palavras-chave: Células-tronco. Bioética. Jurisprudência

Biografia do Autor

Daniele P. Matias, Acadêmica Medicina UEPG
Academica do segundo ano do curso de medicina na UEPG
Amanda A. S. Otake, Acadêmica Medicina UEPG
Academica do segundo ano do curso de medicina na UEPG
Felipe B. Mordhost, Acadêmica Medicina UEPG
Academico do segundo ano do curso de medicina na UEPG
Francielle N. Viechineski, Acadêmica Medicina UEPG
Acadêmica do segundo9 ano do curso de medicina da UEPG
Jacques M. C. Mantey, Acadêmico de Medicina UEPG
Acadêmico de Medicina do segundo ano
Rodrigo A. Guimarães, Acadêmico de medicina UEPG
Acadêmico de Medicina do segundo ano
Gilberto Baroni, UEPG
DEPARTAMENTO DE MEDICINAPROFESSOR ASSISTENTEBIOÉTICA
Publicado
2020-10-03