OCORRÊNCIA DE ACIDENTES CAUSADOS POR FERROADAS DE VESPAS NA CIDADE DE PONTA GROSSA – PARANÁ

  • Marcia Regina Paes de Oliveira Universidade Estadual de Ponta Grossa http://orcid.org/0000-0001-8040-5312
  • Péricles Martim Reche
  • Leila Silveira Bittencourt

Resumo

A vespa Polybia paulista é comum no Brasil, especialmente no estado de São Paulo, podendo ser encontrada nos estados de Goiás, Mato Grosso, Paraná e Minas Gerais. Constrói seus ninhos em áreas urbanizadas, o que resulta numa maior probabilidade de ocorrer acidentes envolvendo essas espécies de artrópodes. O presente trabalho teve como objetivo realizar a coleta de dados sobre a incidência de acidentes causados por ferroadas de vespas, especificamente no município de Ponta Grossa, no estado do Paraná, conhecer os principais sintomas apresentados nos episódios de ferroadas e a porcentagem de pessoas que desenvolveram hipersensibilidade quando expostas ao veneno. Para isso, foi realizado um inquérito epidemiológico, por meio da aplicação de questionário em onze vilas da cidade, situadas próximas às áreas verdes. Os dados obtidos foram tabulados no Microsoft Office Excel e analisados com a utilização do programa EpiInfo, mediante análises exploratórias e estratificadas. Os resultados mostraram que dos 915 moradores entrevistados, 37,81% já haviam sido ferroados por vespas, dos quais somente 4,60% desenvolveram hipersensibilidade, mesmo com a presença de somente 22 (2,40%) ninhos da vespa Polybia paulista nas residências visitadas. Os locais do corpo mais atingidos por ferroadas foram as mãos (17,27%) e os braços (10,20%). De acordo com os resultados, pôde-se concluir que, nos bairros selecionados para o estudo, apesar da pequena quantidade de ninhos de vespa encontrados nas residências, detectou-se a ocorrência de número significativo de ferroadas, sendo os homens, os mais suscetíveis. Palavras-chave: vespa, ferroada, ninho, hipersensibilidade.

Biografia do Autor

Marcia Regina Paes de Oliveira, Universidade Estadual de Ponta Grossa
Departamento de Biologia Estrutural, Molecular e GenéticaSetor de Ciências Biológicas e da Saúde 
Publicado
2021-03-11