IMPLEMENTAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O ENFRENTAMENTO DE OBESIDADE EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Resumo

Objetivou-se analisar a promoção da saúde, enfocando as atividades físicas para crianças e adolescentes para o enfrentamento do sobrepeso e obesidade. Estudo quantitativo, exploratório e transversal, realizado na 15ª Regional de Saúde do Estado do Paraná. Os dados foram coletados em 2014 por meio de visita aos municípios e consulta aos relatórios públicos do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional. Observou-se que, na população infanto-juvenil estudada, 40% apresentaram sobrepeso e/ou obesidade. As ações de Promoção de Saúde implementadas nos municípios variaram de 35% a 80% do previsto no Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis no Brasil, sendo que a maior parte desenvolve apenas entre 41 e 60%. Evidenciou-se que cidades com diferentes índices de sobrepeso e obesidade desenvolvem ações semelhantes de promoção em saúde. Portanto, fazem-se necessárias reflexões acerca da participação e atuação dos municípios em busca de soluções para o aumento da qualidade de vida infanto-juvenil. Palavras-chaves: promoção da saúde; obesidade pediátrica; enfermagem; saúde da criança.
Publicado
2020-10-03