COELHO PACHECO: EQUÍVOCOS, COINCIDÊNCIAS E FACTOS

Ana Rita Palmeirim

Resumo


Uma breve descrição de como se veio a revelar o verdadeiro autor do poema “Para Além doutro Oceano”, destinado a Orpheu 3 e durante muitos anos considerado obra de Fernando Pessoa, seguida de apontamentos biográficos sobre José Coelho Pacheco, o “falso semi-heterónimo de Pessoa”. Abordamos também a sua intervenção na revista A Renascença, de 1914, percursora de Orpheu.


Palavras-chave


crítica literária

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5212/uniletras.v38i2.9429

 

Logotipo do IBICT

 

O CONTEÚDO DA REVISTA É DE RESPONSABILIDADE DOS AUTORES.