Visconde de Vila Moura, leitor de Fialho de Almeida

Duarte Braga

Resumo


 

 

Resumo

A recepção do escritor português Fialho de Almeida é bastante abudnante entre o fim do século e o modernismo português, sobressaindo a obra Fialho de Almeida (1916) do Visconde de Vila Moura (1877-1935), título nobiliárquico de Bento de Carvalho Lobo. Genologicamente difícil de classificar, o livro de 1916 localiza-se entre a biografia e o ensaio, dotada de um pendor fortemente impressionista e digressivo. A obra é lida no contexto da obra do Visconde e comparada com outros momentos da recepção fialhiana.

 

Palavras-chave: Fialho de Almeida, Visconde de Vila Moura, Recepção

 

Abstract

The reception of the Portuguese writer Fialho de Almeida is quite abundant between the end of the century and the Portuguese Modernism. In this period, stands out the work Fialho de Almeida (1916), authored by the Viscount of Vila Moura (1877-1935), title of Bento de Carvalho Lobo. Difficult to classify, the book of 1916 is located between biography and essay, with a strong impressionist and digressive nature. This essay aims to interpret this book in the context of Vila Moura's works, comparing it with other moments of Fialho’s reception.


Palavras-chave


Fialho de Almeida, Visconde de Vila Moura, Recepção

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5212/uniletras.v38i2.9412

 

Logotipo do IBICT

 

O CONTEÚDO DA REVISTA É DE RESPONSABILIDADE DOS AUTORES.