O Cotidiano dos Professores e Alunos Pertencentes às Escolas de Fronteira
The Daily of Teachers and Students Belonging to the Border Schools
El Cotidiano de los Profesores y Alumnos Pertenecientes a las Escuelas de Frontera

Lucilene Machado Garcia Arf, Sabrina Rodrigues Velasque

Resumo


Este artigo tem como objetivo atribuir significados ao cotidiano vivido por alunos bolivianos e respectivos professores brasileiros que convivem e partilham o mesmo ambiente escolar. Sujeitos que dividem suas dificuldades e tentam, de alguma maneira, buscar superações necessárias para um bom relacionamento. Tomamos como base experiências em escolas brasileiras de ensino fundamental, especificamente do município de Corumbá, além de questionamentos levantados sobre a capacitação de professores e as situações de preconceito entre alunos de nacionalidades diferentes. É um recorte do projeto de pesquisa intitulado “Escolas de Fronteira: as transformações provocadas pelos projetos pedagógicos interculturais na perspectiva dos professores da educação básica de Corumbá e Puerto Quijarro”, a ser defendido no Mestrado de Estudos Fronteiriços, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Abstract: This article aims to attributing meanings to Bolivian students daily life and their Brazilian who coexist and share the same school environment. Subjects who share their difficulties and try, in some way, to surpass differences in search of a good relationship. Experiences in Brazilian elementary schools, specifically in the municipality of Corumbá, as well as questions raised about the teachers education and situations of prejudice among students of different nationalities are considered here. This research is part of a project entitled "Border Schools: the transformations provoked by the intercultural pedagogical projects from the perspective of the teachers of the basic education of Corumbá and Puerto Quijarro", to be defended in the Master of Frontier Studies Program at the Federal University of Mato Grosso do Sul.
Keywords: Border. Border Schools. Education.

Resumen: El artículo tiene como objetivo atribuir significados a la vida cotidiana vivida por estudiantes bolivianos y sus respectivos profesores brasileños que viven y comparten el mismo entorno escolar. Sujetos que conllevan sus dificultades e intentan, de alguna manera alcanzar superaciones necesarias para una buena relación. Tomamos como base las experiencias vividas en escuelas brasileñas, sobre todo en el municipio de Corumbá, además de los cuestionamientos planteados sobre la formación de los maestros y situaciones de prejuicio entre los estudiantes de diferentes nacionalidades. Es un recorte del proyecto de investigación titulado "Las escuelas de Frontera: las transformaciones provocadas por proyectos educativos interculturales desde la perspectiva de los profesores de educación básica en Corumbá y Puerto Quijarro", a ser defendido en los Estudios Fronterizos de Maestria, de la Universidad Federal de Mato Grosso do Sul.
Palabras clave: Frontera. Escuelas de Frontera. Educación.


Palavras-chave


Fronteira, Escolas de Fronteira, Educação

Texto completo:

PDF

Referências


BHABHA, Homi K. O Local da Cultura. Tradução Myriam Ávila et al. 4. ed. Belo Horizonte: UFMG, 2007.

BRASIL. Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Parâmetros Curriculares Nacionais Ensino Médio. Brasília: MEC/SEF, 2002.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. 38 ed. São Paulo: Paz e terra, 2014.

HELLER, Agnes. O Cotidiano e a História. Editora Paz e Terra. Brasil, 2011.

MECyT & MEC. Programa Escolas Bilíngues de Fronteira: modelo de ensino comum em escolas de zona de fronteira, a partir do desenvolvimento de um programa para a educação intercultural, com ênfase no ensino do português e do espanhol. Buenos Aires e

Brasília: 2008.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 798, DE 19 DE JUNHO de 2012.

http://educacaointegral.mec.gov.br/images/pdf/port_798_19062012.pdf

SANTIAGO, Silviano. O cosmopolitismo do pobre. Belo Horizonte: editora UFMG, 2004.

SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço: Técnica e Tempo. Razão e Emoção. Ed. 4. São Paulo: EDUSP, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.5935/2177-6644.20170007

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores e Bases de Dados
                                   

Traduzir para Chinês Traduzir para Italiano Traduzir para Alemão Traduzir para Japonês Traduzir para Russo
 



UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE | Setor de Ciências Humanas Letras e Artes | Programa de Pós-graduação Stricto Sensu | Mestrado em História | Campus de Irati – PR | PR 153 – Km 07 – Riozinho | CEP: 84.500-000 – Irati - PR | Telefones: 42 3421-3129 e 3421-3130