Um Olhar Sobre A Fronteira: Os Relatos Do Sertanista Edmundo Alberto Mercer
A Look About Frontier: The Reports Of Edmundo Alberto Mercer

Fábio André Hahn, Leandro Baller

Resumo


Ao relatar as suas observações sobre as fronteiras entre Brasil, Paraguai e Argentina nas duas primeiras décadas do século XX, o sertanista Edmundo Alberto Mercer enfatizou a preocupação com a inobservância do controle nacional sobre aquele espaço, dominado pelo comércio estrangeiro. A partir dessa questão, Mercer apontava duas ações que o Estado brasileiro deveria assumir: (i) abertura de vias de comunicação que cortassem os sertões do estado do Paraná, impulsionando uma maior ocupação populacional e a intensificação comercial com o Sul do Mato Grosso e (ii) o combate à exploração comercial e apropriação indevida de terras pertencentes ao Estado.


Abstract: In reporting his observations on the borders between Brazil, Paraguay and Argentina in the first two decades of the twentieth century, the sertanista Edmundo Alberto Mercer emphasized the concern with the nonobservance of the national control on that space, dominated by the foreign trade. From this problem, Mercer pointed two actions that the Brazilian government should take: (i) opening of communication routes that would cut the backlands of the state of Paraná, promoting a greater population occupation and the commercial intensification with the South of Mato Grosso and (ii) combating commercial exploitation and misappropriation of lands owned by the State.
Keywords: Frontiers. Roads. Land Property. Paraná.

Resumen: Ao relatar sus observaciones sobre fronteras entre Brasil, Paraguay y Argentina en las dos primeras décadas del siglo XX, el sertanista Edmundo Alberto Mercer enfatizó la preocupación por la inobservancia del control nacional sobre aquel espacio, dominado por el comercio extranjero. A partir de esta cuestión, Mercer apuntaba dos acciones que el Estado brasileño debería asumir: (i) apertura de vías de comunicación que cortar los sertões del estado de Paraná, impulsando una mayor ocupación poblacional y la intensificación comercial con el Sur de Mato Grosso y (ii) la lucha contra la explotación comercial y la apropiación indebida de tierras pertenecientes al Estado.
Palabras clave: Fronteras. Carreteras. Propiedad de la tierra. Paraná.


Palavras-chave


Fronteiras, Estradas, Propriedade da terra, Paraná.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUILAR, Jurandir Coronado. Conquista espiritual, a história da evangelização na Província Guairá na obra de Antonio Ruiz Montoya. Roma: E. P. U. G., 2002.

BALLER, Leandro. Fronteira e fronteiriços: a construção das relações socioculturais entre brasileiros e paraguaios (1954-2014). Curitiba: CRV, 2014.

GREGORY, Valdir. Fronteiras e territórios: explorações nos sertões do Paraná. In: HAHN, Fábio André; MEZZOMO, Frank Antônio (Orgs.). Nas malhas do poder: história, cultura e espaço social. Campo Mourão, PR: Editora Fecilcam, 2011. p. 29-52.

GREGORY, Valdir. Os sertões: descrições sobre a população. In: SCHALLENBERGER, Erneldo. Fronteiras culturais e desenvolvimento regional: novas visibilidades. Porto Alegre, RS: Evangraf, 2010.

HAHN, Fábio André; MORIGI, Josimari de Brito. A fronteira em questão: estudo da ocupação de Mamborê/PR. Revista Territórios & Fronteiras, Cuiabá, v. 8, n. 1, jan./jun., 2015.

KARPINSKI, Cezar. Gentes e paisagens do Rio Iguaçu na viagem expedicionária dos engenheiros Keller em 1866. Revista de História Regional, v. 17, n. 1, p. 38-65, 2012.

LORENZETTI, Fernanda Lorandi. O futuro paranaense em seu meio natural: a escrita de Domingos Nascimento e a produção de uma identidade ao Paraná no início do século XX. Revista Tempo, Espaço e Linguagem (TEL), v. 1, n. 1, p. 45-59, jan./jul. 2010.

MYSKIW, Antonio Marcos. A fronteira como destino de viagem: a Colônia Militar de Foz do Iguaçu (1888-1907). Guarapuava, PR: Unicentro, 2011; Niterói, RJ: UFF, 2011.

MYSKIW, Antonio Marcos. Por uma historiografia do oeste paranaense. In: HAHN, Fábio André; MEZZOMO, Frank Antonio; MYSKIW, Antônio Marcos. Ensaios historiográficos. Temas, tendências e interpretações. Campo Mourão, PR: Editora Fecilcam, 2010.

QUEIROZ, Paulo Roberto Cimó. Vias de transporte em regiões de fronteira: possibilidades técnicas, interesses econômicos e imperativos políticos. Revista Trilhas da História. Três Lagoas, v. 2, n. 3, p. 5-32, jul./dez. 2012.

QUEIROZ, Paulo Roberto Cimó. O desafio do espaço platino às tendências de integração do antigo sul de Mato Grosso ao mercado nacional brasileiro: um hiato em dois tempos. Revista História em Reflexão, v. 3, n. 6 – UFGD – Dourados, jul./dez. 2009.

QUEIROZ, Paulo Roberto Cimó. Articulações econômicas e vias de comunicação do antigo sul de Mato Grosso (séculos XIX e XX). In: LAMOSO, Lisandra Pereira (Org.). Transportes e políticas públicas em Mato Grosso do Sul. Dourados, MS: Editora da UFGD, 2008. p. 15-76.

SANTOS, José Carlos dos. Construir fronteiras: nacionalismo e territorialismo no Paraná nos séculos XIX e XX. Campo Mourão, PR: Editora da Fecilcam, 2014.

STECA, Lucinéia Cunha; FLORES, Mariléia Dias. História do Paraná: do século XVI à década de 1950. 2. ed. Londrina, PR: Editora da UEL, 2008.

WACHOWICZ, Ruy Christovan. Obrageros, mensus e colonos: história do oeste paranaense. Curitiba, PR: Vicentina, 1982.

_______. História do Paraná. 7. ed. Curitiba, PR: Editora Gráfica Vicentina, 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.5935/2177-6644.20170006

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores e Bases de Dados
                                   

Traduzir para Chinês Traduzir para Italiano Traduzir para Alemão Traduzir para Japonês Traduzir para Russo
 



UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE | Setor de Ciências Humanas Letras e Artes | Programa de Pós-graduação Stricto Sensu | Mestrado em História | Campus de Irati – PR | PR 153 – Km 07 – Riozinho | CEP: 84.500-000 – Irati - PR | Telefones: 42 3421-3129 e 3421-3130