LUIZ GAMA: UM POETA E DEFENSOR DOS DIREITOS DOS CATIVOS NO BRASIL OITOCENTISTA

Jose Geraldo Rocha, Tamiris Dorville, Jacqueline de Cassia Pinheiro Lima, Ricardo Marinho

Resumo


Pretende-se neste artigo enaltecer a imagem de Luiz Gonzaga Pinto da Gama, um escritor, Poeta, Jornalista e, principalmente, abolicionista, advogado dos escravos, como ele mesmo se anunciava no principal veículo de comunicação da São Paulo oitocentista e como intitulou e o referenciou o escritor Nelson Câmara em sua obra de mesmo nome, e que segundo Boris Fausto em sua Obra “História Concisa do Brasil”, 2014, cita a trajetória histórica de Gama como digna de uma Novela, dado que este, lutou em prol da luta abolicionista com tamanho clamor e fervura. E é desta forma que Luiz Gama é retratado nas demais obras dos poucos historiadores que se atreveram a esmiuçar sua história, assim como narrar essa emocionante história de um homem que sem dúvidas foi um dos esponsáveis pela hoje abordada e presente existência da consciência negra, sobretudo no Brasil, país de raízes africanas.

Palavras-Chave: Direitos. Abolição. Escravidão. Luiz Gama.





ISSN  Impresso: 2238-7552

ISSN Eletrônico: 2238-7560

INDEXADO  EM:

GeoDados  (Universidade Tecnológica Federal do Paraná)

FUNPEC  (Sumários de Revistas Brasileiras)

CLASE  (Base de Datos Bibliográfica de Revistas de Ciencias Sociales y Humanidades) da Universidade Nacional Autônoma de México  UNAM 

LATINDEX (Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, El Caribe,  España  y Portugal)