MULHERES VENEZUELANAS NO ESTADO DE RORAIMA: DESAFIOS DE PROTEÇÃO DIANTE DA NECESSIDADE DE POLÍTICAS PÚBLICAS INTERSECCIONAIS

Karen Carvalho Rosaboni, Maria Eduarda De’Carli Santos Moury Fernandes, Carolina Becker Peçanha

Resumo


O artigo tem como objetivo estabelecer o diálogo entre fluxos migratórios mistos e os desafios de proteção às mulheres venezuelanas, que atravessam a fronteira até o Brasil, a partir da necessidade de uma perspectiva interseccional das políticas públicas. Por meio da pesquisa bibliográfica, pretendemos fazer uma abordagem teórica sobre a migração feminina venezuelana no estado de Roraima. Utilizam-se insumos teóricos para um breve estudo de questões de gênero e a “feminização das migrações”. Nesse sentido, o seu desdobramento esbarra na migração sexual e prostituição, seguida de um questionamento sobre a maneira como o aparato estatal lida com a vulnerabilidade desta população. Diante das dificuldades encontradas, pretende-se analisar a necessidade de políticas públicas interseccionais que contemplem a não homogeneidade da população venezuelana, com especial enfoque nas mulheres migrantes.

Palavras-chave: Fluxos migratórios mistos. Mulheres venezuelanas. Políticas públicas.




ISSN  Impresso: 2238-7552

ISSN Eletrônico: 2238-7560

INDEXADO  EM:

GeoDados  (Universidade Tecnológica Federal do Paraná)

FUNPEC  (Sumários de Revistas Brasileiras)

CLASE  (Base de Datos Bibliográfica de Revistas de Ciencias Sociales y Humanidades) da Universidade Nacional Autônoma de México  UNAM 

LATINDEX (Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, El Caribe,  España  y Portugal)