ESPECIFICIDADE DOS REFUGIADOS CONGOLESES E O ACESSO ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Mariléia Franco Marinho Inoue, Suellen Felix Nascimento

Resumo


O debate acerca do aumento das correntes migratórias tem se tornado cada vez mais recorrente no Brasil, sobretudo no que tange ao crescimento do número de refugiados e solicitantes de refúgio acolhidos no território nacional. A partir desse cenário, o presente trabalho tem como objetivo subsidiar um debate sobre o fenômeno migratório de refugiados e solicitantes de refúgio inseridos no Estado do Rio de Janeiro. Além disso, o presente artigo aponta a importância de realizar a discussão sobre as diásporas contemporâneas no interior da profissão de Serviço Social e apresenta os diferentes normativos jurídicos brasileiros a tratarem sobre o tema no país. Este artigo trata alguns dos aspectos e resultados alcançados pelas autoras por intermédio de uma pesquisa qualitativa. Através da metodologia participativa, quatro refugiados oriundos da República Democrática do Congo foram entrevistados, e discorreram sobre sua trajetória até chegarem ao país, além de apontarem as diversas dificuldades enfrentadas para sua integração no Estado.

Palavras-Chaves: Serviço Social, Refugiados congoleses, Políticas Públicas, Racismo, Fluxos Migratórios.




ISSN  Impresso: 2238-7552

ISSN Eletrônico: 2238-7560

INDEXADO  EM:

GeoDados  (Universidade Tecnológica Federal do Paraná)

FUNPEC  (Sumários de Revistas Brasileiras)

CLASE  (Base de Datos Bibliográfica de Revistas de Ciencias Sociales y Humanidades) da Universidade Nacional Autônoma de México  UNAM 

LATINDEX (Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, El Caribe,  España  y Portugal)