DISCURSO E BIOPOLÍTICA: O LEGISLATIVO BRASILEIRO SOBRE A VI(N)DA DE IMIGRANTES HAITIANOS

Annemeire Araujo de Lima

Resumo


O presente estudo apresenta uma análise discursivo-interpretativa fundamentada na noção de biopolítica apresentada por Michel Foucault. Seu intuito se inscreve na busca por marcas discursivas que exponham a inserção de características biológicas fundamentais à espécie humana no jogo político presente em todas as formas de relação humana e a articulação dos dispositivos de biopoder apontados por Michel Foucault como construtos de saber e de sujeitos na sociedade. As fontes dos recortes selecionados para esta análise são reportagens nas quais se manifestaram senadores preocupados com as demandas do fluxo migratório oriundo do Haiti desde 2010, ano em que o país foi vitimado por um terremoto, e nas quais também são divulgadas mudanças na legislação brasileira que, a princípio motivadas pela questão haitiana, foram aplicadas à imigração como um todo.

Palavras-Chave: Análise discursivo-interpretativa. Biopolítica. Fluxo migratório.  Legislação brasileira.





ISSN  Impresso: 2238-7552

ISSN Eletrônico: 2238-7560

INDEXADO  EM:

GeoDados  (Universidade Tecnológica Federal do Paraná)

FUNPEC  (Sumários de Revistas Brasileiras)

CLASE  (Base de Datos Bibliográfica de Revistas de Ciencias Sociales y Humanidades) da Universidade Nacional Autônoma de México  UNAM 

LATINDEX (Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, El Caribe,  España  y Portugal)