Práticas de Cura pelas Mãos de Dona Lenil, Sabedora da Comunidade Enseada do Aritapera, Várzea de Santarém, Pará

Ádria Fabíola Pinheiro de Sousa, Josué Costa da Silva

Resumo


Este artigo busca fazer um estudo do modo de vida do lugar, por meio da análise dos processos de constituição da história de vida de Dona Lenil, colaboradora desta pesquisa, pautado nas relações de cura caracterizada como uma manifestação de encantaria tradicionalmente estabelecida na comunidade Enseada do Aritapera. Caracteriza-se como uma pesquisa qualitativa e utiliza como método a fenomenologia. Como metodologia utilizamos a pesquisa de campo e a pesquisa participante. Assim fizemos o registro da história de vida de Dona Lenil na qual pudemos observar a relação do lugar com essas práticas e suas inter-relações com os ritos e mitos que se estabelecem na comunidade como marcadores culturais que afirmam a identidade do lugar ribeirinho.


Palavras-chave


Historia de vida, cura, saberes, marcadores culturais, encantaria

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5212/Rlagg.v.9.i1.0007

 

Revista Latino-americana de Geografia e Gênero  - UEPG
Fone: +55 (42) - 3220 - 3046
E-mail: generogeo@gmail.com