As Mulheres e a Rua: Entre o Medo e as Apropriações Feministas da Cidade de Goiânia, Goiás DOI: 10.5212/Rlagg.v.8.i1.0012

Talita Cabral Machado, Alecsandro J. P. Ratts

Resumo


A pesquisa realizada com mulheres feministas tem como objetivo compreender como elas se apropriam das ruas da cidade e pensar as diferenças de gênero, raça, sexualidade através das suas experiências vividas nesses lugares. A metodologia adotada utiliza-se das narrativas de lideranças feministas da cidade de Goiânia, por meio de entrevistas semiestruturadas. Apesar do sentimento de medo ao estarem nas ruas, as mulheres ocupam coletivamente esses espaços, através de diferentes ações. As apropriações acontecem a partir da vivência entre elas, onde constroem, simultaneamente, suas identidades feministas e os feminismos. Numa relação com e entre os lugares, as mulheres os criam e recriam.

Palavras-chave


Cidade; Rua; Mulheres Feministas.

Texto completo:

PDF


 

Revista Latino-americana de Geografia e Gênero  - UEPG
Fone: +55 (42) - 3220 - 3046
E-mail: generogeo@gmail.com