A construção social de mulheres no 'Programa Mulheres Mil': olhares dos agentes implementadores

Elisabete Corcetti, Maria das Dores Saraiva Loreto

Resumo


O objetivo do artigo é analisar as lógicas, os pressupostos e as crenças presentes no contexto do Programa Mulheres Mil, verificando como as mulheres são representadas pelos agentes implementadores do programa. A pesquisa, de natureza qualitativa, baseou­se na proposta transdisciplinar, que dialoga os princípios epistemológicos dos estudos discursivos críticos de Fairclough, Chouliaraki e Fairclough, combinados com os modelos analíticos de implementação de políticas públicas. Os resultados evidenciaram que os elementos do policy design do Programa Mulheres Mil, pautados em construções sociais e culturas institucionais, atuaram de forma decisiva nas estruturas de implementação da política. Recomenda­se a reestruturação do programa, principalmente com relação à metodologia escolhida para implementá­lo.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5212/Rlagg.v.10.i1.0008

 

Revista Latino-americana de Geografia e Gênero  - UEPG
Fone: +55 (42) - 3220 - 3046
E-mail: generogeo@gmail.com