Inserção no Mercado de Trabalho Brasileiro por Haitianos: uma perspectiva de gênero

Carolina Ribeiro, Duval Fernandes, Carolina Mota-Santos

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar a partir de uma perspectiva de gênero como se deu o processo de inserção de haitianos no mercado de trabalho brasileiro, que migraram para o Brasil após o terremoto de 2010. O referencial teórico retrata as origens e as causas dos movimentos migratórios para em seguida discutir o processo de migração, trabalho e gênero. Os resultados indicaram que as mulheres quando chegam ao Brasil têm como principal atividade os serviços gerais. A maioria dos homens se submetem a serviços braçais em péssimas condições de trabalho, e a situação das mulheres é ainda mais delicada, uma vez que enfrentam grandes dificuldades de encontrar trabalho que seja flexível para levar e buscar os filhos na creche.


Palavras-chave


Imigração, Gênero, Trabalho, Mercado de Trabalho.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5212/Rlagg.v.10.i1.0007

 

Revista Latino-americana de Geografia e Gênero  - UEPG
Fone: +55 (42) - 3220 - 3046
E-mail: generogeo@gmail.com