Convergências de interesses e disputas: as interações e conflitos políticos e religiosos entre Católicos e Evangélico-luteranos no Rio Grande do Sul (análises sobre o município de Novo Hamburgo, década de 1920)

Rodrigo Luis dos Santos

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar as relações políticas e sociais estabelecidas por dois grupos confessionais no Rio Grande do Sul da década de 1920, tendo como local o município de São Leopoldo e o seu então segundo distrito, Novo Hamburgo. Nesse ambiente, diferentes interesses entraram em jogo, ora estabelecendo uma relação de interação entre estes diferentes grupos confessionais, ora deflagrando diversos conflitos e disputas por espaço de atuação e poder. Deste modo, política e religião convergem em uma estreita vinculação, visando, sobretudo, o exercício de força e poder diante dos demais agentes históricos envolvidos. Através desta apreciação crítica, é possível compreender as estratégias de inserção política e social e de manutenção de poder por estes grupos, que excedem o recorte espacial proposto, e que foram marcantes no Rio Grande do Sul já no período imperial, ascendendo consideravelmente após a instalação da República.


Palavras-chave


Política. Religião. Católicos. Evangélico-Luteranos.

Texto completo:

PDF


 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia