Associativismo médico, profissionalização e intercâmbio científico: uma análise a partir do caso paranaense

Renilson Beraldo

Resumo


Neste artigo, analiso os fundamentos do processo de mobilização da categoria médica, constituída no estado do Paraná, no início dos anos 1930, observando a projeção de interesses profissionais coletivos e intercâmbios médico-científicos no início da referida década. Partindo de literatura sobre associativismo médico e mobilização de categorias liberais entre as décadas de 1920-1930, o exame das atas de sessões de reuniões publicadas na Revista Médica do Paraná (1931) informou a respeito da arquitetura interna da Sociedade Médica dos Hospitais do Paraná (1930) e do Sindicato Médico do Paraná (1931). O associativismo médico no Paraná, naquele momento, expressava um cenário composto por uma geração de médicos formada por volta dos anos 1920. A projeção de interesses coletivos perpassou do contexto médico-associativo à mobilização sindicalista, incorporando-se ao intercâmbio científico inter-regional, especificidade da medicina paranaense no início da década de 1930.


Palavras-chave


Associativismo Médico; Profissionalização; Intercâmbio Científico; Paraná

Texto completo:

PDF


 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia