Quando uma vila do Império Português pede para tornar-se cidade (Moçambique, 1800)

Ana Paula Wagner

Resumo


No ano de 1800 foi encaminhado para Lisboa um pedido de elevação da vila de Moçambique ao estatuto de cidade. A documentação produzida em razão desta solicitação revelou um quadro complexo, tratando-se de uma ação coordenada por distintas instâncias de poder domiciliadas na sede do governo da África Oriental Portuguesa. A ênfase na escrita do governador-geral, dos membros da câmara e do religioso nos mostraram, ao mesmo tempo, as suas expectativas quanto à mudança do estatuto da vila, as suas representações de cidade e as formas como cada um desses sujeitos se relacionava com as diferentes esferas integrantes do Império Português. Nesse sentido, procuramos realizar um exercício de compreensão de um tema (elevação de uma vila à categoria de cidade) dentro de escalas de análise que transitaram em termos locais (vila de Moçambique) e em um contexto global, delimitado pelas dinâmicas do Império Português.

Palavras-chave


História Administrativa

Texto completo:

PDF


 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia