A campanha oposicionista ao governador paranaense Bento Munhoz da Rocha Neto (1951-1955) por meio da caricatura política

Alessandro Batistella

Resumo


Herdeiro político das oligarquias destronadas pela Revolução de 1930, Bento Munhoz da Rocha Neto foi uma das principais lideranças políticas no Paraná após a redemocratização de 1945, sendo eleito governador do estado em 1950 pelo Partido Republicano (PR). Adversário político de Moysés Lupion, do Partido Social Democrático (PSD), Bento Munhoz da Rocha Neto enfrentou, durante o seu governo (1951-1955) a oposição sistemática dos pessedistas, que eram a maioria na Assembleia Legislativa e que dominavam a grande imprensa paranaense, em especial dois matutinos curitibanos que tinham grande circulação pelo Paraná: os jornais Gazeta do Povo e, sobretudo, O Dia. Propriedade de Moysés Lupion, o jornal O Dia inovou na sua campanha oposicionista com publicações diárias – durante os meses de dezembro de 1952 e setembro de 1953 – de caricaturas políticas que criticavam, satirizavam e até mesmo ridicularizavam o governador paranaense. Portanto, o objetivo deste artigo é analisar algumas destas caricaturas políticas publicadas com o objetivo de criticar o governo de Bento Munhoz da Rocha Neto.  


Palavras-chave


caricatura política; imprensa; O Dia; Paraná; Bento Munhoz da Rocha Neto

Texto completo:

PDF


 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia